Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Formação permanente em destaque no I Simpósio de Saúde Coletiva do Sul da Bahia
Início do conteúdo da página

Formação permanente em destaque no I Simpósio de Saúde Coletiva do Sul da Bahia

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Terça, 27 de Março de 2018, 12h19
  • Última atualização em Terça, 27 de Março de 2018, 12h23
  • Acessos: 2971
imagem sem descrição.

Pesquisadores, profissionais e estudantes puderam aproveitar a programação do I Simpósio de Saúde Coletiva do Sul da Bahia, sediado no Campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro. O evento iniciado na sexta (23) se encerrou no domingo, com palestras, mesas-redondas, oficinas e minicursos dedicados a tópicos de interesse no âmbito da Saúde de Família e das redes básicas de atenção, com destaque para a Educação e Formação Interdisciplinar.

A escolha se vincula às linhas de pesquisa do grupo de pesquisa Programa Integrado de Estudos em Saúde Coletiva (PIESC) e ao Mestrado Profissional em Saúde da Família (ProfSaúde/MPSF), curso em rede nacional coordenado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) e instituições de ensino e pesquisa ao qual a UFSB está vinculada, contando com coordenação institucional e corpos discente e docente. Até por isso, o aspecto formativo do evento ficou também marcado nas sessões de qualificação dos projetos de pesquisa dos estudantes do ProfSaúde na UFSB. As bancas ocorreram na sexta e no sábado apresentaram seus projetos perante as bancas de qualificação. 

A abertura do evento ocorreu no início da noite de sexta-feira (23), com a apresentação inspirada do Coral Municipal de Porto Seguro. Em seguida, com a condução da solenidade a cargo da professora Lina Faria, a mesa principal do evento foi constituída com a reitora em exercício, professora Joana Angélica Guimarães da Luz; o pró-reitor do ProfSaúde, professor Luiz Augusto Facchini (ABRASCO); a coordenadora nacional do ProfSaúde, professora Cristina Guilam; o decano do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Sosígenes Costa, professor Marcos Bernardes; a decana em exercício do Centro de Formação em Ciências da Saúde, professora Márcia Maria dos Santos de Moraes; a coordenadora institucional do ProfSaúde e integrante da comissão organizadora do Simpósio, professora Rocío Elizabeth Chávez Alvarez; a secretária municipal de Saúde de Porto Seguro, Edna de Souza Alves Santos; o representante dos docentes do ProfSaúde, professor Luiz  Antônio de Castro Santos; e o representante dos discentes do ProfSaúde na UFSB, Miguel Andino Depallens.

 

A valorização dos profissionais da rede de atenção básica de saúde, a importância da formação continuada e do investimento na saúde coletiva foram pontos em comum nas falas. Os interessados em ingressar no ProfSaúde tiveram uma boa notícia com a informação de que já estão garantidos os recursos para a próxima turma do mestrado profissional.

Dois livros recém-publicados, com abordagens diferentes sobre assuntos relacionados à saúde, foram autografados pelos autores logo após o encerramento da solenidade. A professora Fernanda Lunkes (UFSB), na obra “Depressão e Medicalização no Discurso Jornalístico” (Appris), decorrente de sua investigação doutoral na área de Letras, trata da atuação da imprensa como fonte de diagnóstico e orientação sobre depressão e seus tratamentos, e como isso se conecta com o fenômeno da medicalização, a partir da análise do discurso em um extenso recorte de textos do acervo da revista Veja. No livro “Saúde, Sociedade, Protagonismos: Incursões Históricas” (Hucitec), os autores e professores Lina Faria (UFSB) e Luiz Antônio de Castro Santos (UERJ) tratam da formação do campo da Saúde no Brasil e apresentam um roteiro por temas que importam na área da Saúde Coletiva e da História da Saúde.  

   

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página