Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Covid-19 > Comitê Emergencial divulga 19ª edição do boletim semanal sobre novo coronavírus no Sul da Bahia
Início do conteúdo da página

Comitê Emergencial divulga 19ª edição do boletim semanal sobre novo coronavírus no Sul da Bahia

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Segunda, 03 de Agosto de 2020, 21h54
  • Última atualização em Segunda, 03 de Agosto de 2020, 22h04
  • Acessos: 970

boletim cec 03 08 2020Na 19ª edição do Boletim do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia, divulgado pelo Comitê Emergencial de Crise da Pandemia de Covid-19 nesta segunda-feira (03), os dados, análises e recomendações se referem aos fatos ocorridos no período observado entre 25 e 31 de julho de 2020. Os destaques da edição, preparada pela equipe do Observatório para gestores e população dos territórios do Sul e Extremo Sul do estado da Bahia:

-->Análise do panorama semanal no mundo, no Brasil e nos municípios do Sul e Extremo Sul: Na semana observada de 25 a 31 de julho de 2020, os municípios de Itabuna (2.599,6 casos/100 mil hab.), Ilhéus (1.835,8/100 mil hab.), Itamaraju (1.811,2 casos/100 mil hab.), Teixeira de Freitas (1.369,6/100 mil hab.), Eunápolis(1.614,0/100 mil hab.) e Ibicaraí (1.397,0/100 mil hab.) apresentam risco de infecção superior à taxa nacional (1.263,2/100 mil hab.), enquanto Santa Cruz de Cabrália (1,152,0/100 mil hab.) e Porto Seguro (1.117,8/100 mil hab.) apresentam coeficientes de incidência (CI) inferiores à média nacional, mas superiores à média estadual (1.117,1/100 ml hab.). Apenas Coaraci (847,4/100 mil hab.) e Nova Viçosa (677,8/100 mil hab.) apresentam CI inferiores à média estadual (Gráfico 7, na página 12).
No intervalo de 24 a 31/07, os municípios de Coaraci (133,3%), Itamaraju (113,0%), Porto Seguro (29,2%), Itabuna (11,0%) e Santa Cruz de Cabrália (10,5%) apresentaram variação positiva da incidência (número de casos novos na semana de 25 a 31/07 foi maior do que na semana de 18 a 24/07), enquanto Ilhéus (-35,9%), Ibicaraí (-33,3%), Teixeira de Freitas (-23,6%), Nova Viçosa (-8,1%) e Eunápolis (-4,8%) apresentaram variação negativa da incidência. A média dos 10 municípios onde a UFSB tem unidade acadêmica e colégio universitário foi positiva (1,7%).

 

-->Recomendações para a região: 

A recomendação para os governos inclui adoção de medidas de redução de fluxo de pessoas, ampliação da oferta de leitos de UTI, políticas emergenciais de mitigação dos efeitos sociais da pandemia e máxima transparência na divulgação das informações relativas à epidemia e à capacidade do SUS de atendimento à população (número de leitos clínicos e de UTI para Covid-19 disponíveis e ocupados), cuja falta de transparência impede uma avaliação precisa da oportunidade e adequação das medidas de flexibilização que estão atualmente em curso. Recomenda-se aos médicos muita cautela na prescrição da cloroquina ou da hidroxicloroquina, tendo em vista o risco de efeitos colaterais graves (principalmente arritmia cardíaca) se em associação com um macrolídeo (azitromicina).
Recomenda-se a todos os indivíduos a manutenção das medidas de higiene, do auto-isolamento domiciliar e a utilização de máscaras faciais (caseiras) sempre que precisar sair de casa.

 

-->Ações em pauta - Extensão: 

  •  O projeto de extensão “Ações interprofissionais no combate à Covid-19 na atenção primária em Teixeira de Freitas: o idoso em foco” realiza ações de cunho educativo que almejam estimular o autocuidado de idosos e familiares. Por meio de informações divulgadas via meios de comunicação tradicionais (rádio e cartazes), alternativos (bicicletas sonoras e autofalantes comunitários) e redes sociais, temas relacionados à prevenção da Covid-19 são amplamente divulgados. A equipe do Observatório conversou com a coordenadora do projeto, professora Ana Paula Pessoa de Oliveira (Centro de Formação em Saúde) sobre o trabalho realizado.

-->Recomendações de prevenção: 

A equipe do Observatório preparou uma lista de cuidados no uso de ventilação artificial em locais fechados. A fonte das orientações é a Organização Mundial da Saúde (OMS), que reconheceu recentemente a viabilidade de transmissão aérea do vírus SARS-CoV-2, e durante essa semana publicou indicações sobre o uso de ventilação artificial em ambientes públicos e em residências. Confira no boletim nº 19.

Documento relacionado

Boletim nº 19 do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia (03/08/2020)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página