Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Covid-19 > Comitê Emergencial anuncia 18ª edição do Boletim do Observatório da Epidemia do novo coronavírus
Início do conteúdo da página

Comitê Emergencial anuncia 18ª edição do Boletim do Observatório da Epidemia do novo coronavírus

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Segunda, 27 de Julho de 2020, 20h33
  • Última atualização em Segunda, 27 de Julho de 2020, 20h40
  • Acessos: 1032

capa boletim cec ufsb ed 18O Comitê Emergencial de Crise da Pandemia de Covid-19 publicou a 18ª edição do Boletim do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia nesta segunda (27). O documento se refere ao período observado entre 18 e 24 de julho de 2020, com análises e recomendações pela equipe do Observatório para gestores e população dos territórios do Sul e Extremo Sul do estado da Bahia, com os destaques:

-->Análise do panorama semanal no mundo, no Brasil e nos municípios do Sul e Extremo Sul: 

No período, os municípios de Itabuna (2.198,2 casos/100 mil hab.), Itamaraju (1.480,9 casos/100 mil hab.), Ilhéus (1.622,0 casos/100 mil hab.), Teixeira de Freitas (1.248,7 casos/100 mil hab.), Eunápolis (1.317,2 casos/100 mil hab.) e Ibicaraí (1.231,0 casos/100 mil hab.) superaram a taxa de incidência nacional (1.112,3 casos/100 mil hab.), enquanto os demais apresentam risco de infecção inferior à taxa estadual (959,9 casos/100 mil hab.). No intervalo de 17 a 24/07, excetuados os municípios de Teixeira de Feitas (-54,5%%) e Itamaraju (-8,3%), todos os demais municípios apresentaram variação positiva da incidência (número de casos novos na semana de 18 a 24/07 foi maior do que na semana de 11 a 17/07). A média dos 10 municípios onde a UFSB tem unidade acadêmica e/ou colégio universitário também foi positiva (24,8%), com destaque para os quatro municípios da Região Cacaueira: Ibicaraí (86,2%), Ilhéus (62,0%), Coaraci (50,0%) e Itabuna (46,0%). 

-->Recomendações para a região: 

A recomendação para os governos inclui adoção de medidas de redução de fluxo de pessoas, ampliação da oferta de leitos de UTI, políticas emergenciais de mitigação dos efeitos sociais da pandemia e máxima transparência na divulgação das informações relativas à epidemia e à capacidade do SUS de atendimento à população (número de leitos clínicos e de UTI para Covid-19 disponíveis e ocupados), cuja falta de transparência impede uma avaliação precisa da oportunidade e adequação das medidas de flexibilização que estão atualmente em curso. Recomenda-se aos médicos muita cautela na prescrição da cloroquina ou da hidroxicloroquina, tendo em vista o risco de efeitos colaterais graves (principalmente arritmia cardíaca) se em associação com um macrolídeo (azitromicina).
Recomenda-se a todos os indivíduos a manutenção das medidas de higiene, do auto-isolamento domiciliar e a utilização de máscaras faciais (caseiras) sempre que precisar sair de casa.

 

-->Mapeamento de iniciativas institucionais:

  • O Ciclo Internacional “Saúde com Arte no Desafio da Pandemia” fará sua quinta roda de conversa online na próxima sexta-feira (31) a partir das 14h. Resultado de ação conjunta entre a UFSB e o Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra (Portugal), o evento terá a participação do professor Marcus Machado (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e Clara Sarmento (Centro de Estudos Interculturais do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto). As rodas de conversa, quinzenais, são organizadas pela professora Raquel Siqueira (Grupo de Pesquisa Saúde Coletiva, Epistemologias do Sul e Interculturalidades/UFSB) e Susana Noronha (Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra/NECES – Núcleo de Estudos sobre Ciência, Economia e Sociedade). Link para a sala virtual: https://meet.google.com/wnh-ovba-eoc.
  • O curta-metragem de animação 2D “Oríkì” será lançado no próximo sábado (1º/08), às 17h. Realizado com o apoio do Edital Prosis 07/2020 por meio do projeto de extensão “Oríkì: a pandemia e a cosmovisão dos povos de terreiro”, coordenado pela professora Pâmela Peregrino (Centro de Formação em Artes). A animação foi desenvolvida de forma remota e contou com o envolvimento de estudantes, docentes e colaboradores da comunidade externa. Oríkì será disponibilizado uma hora antes da live de lançamento, que contará com o apoio do Imagina! Circuito Permanente de Audiovisual e do projeto Cinema das Comunidades (ambos do CFA) e será transmitido também com interpretação em libras, feita por Wemerson Meira Silva (UESB).

 

-->Ações em pauta - Extensão: 

  •  O projeto de extensão “Redução da taxa de infecção pela Covid-19 e melhoria do manejo da glicemia para pessoas com diabetes” tem como objetivo produzir e divulgar informações claras e didáticas sobre a infecção pelo novo coronavírus e redução do risco de morte para pessoas com diabetes. Desenvolvido com o apoio do Edital Prosis 07/2020, por meio do projeto serão produzidos vídeos, animações e infográficos voltados para a população diabética de Teixeira de Freitas, a serem divulgados online. Está previsto também a distribuição de máscaras de tecido seguras para os integrantes desse grupo de risco. O boletim contém a entrevista feita pelo Observatório com a coordenadora do projeto, professora Denise Machado Mourão.

 

-->Recomendações de prevenção: 

A equipe do Observatório trata das orientações sobre a vacinação durante a pandemia. Evitar a imunização, em especial de crianças, pode levar a surtos de doenças que podem ser evitadas. Por isso, a equipe destaca a cartilha elaborada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) e a UNICEF para estimular a vacinação, apresentando algumas dicas que você e sua família podem colocar em prática para realizar a imunização de forma segura durante a pandemia. 

 

Documento relacionado

Boletim nº 18 do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia (27/07/2020)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página