Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Covid-19 > Comitê Emergencial publicou o 16º Boletim do Observatório da Epidemia do novo coronavírus
Início do conteúdo da página

Comitê Emergencial publicou o 16º Boletim do Observatório da Epidemia do novo coronavírus

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Segunda, 13 de Julho de 2020, 20h35
  • Última atualização em Segunda, 13 de Julho de 2020, 20h35
  • Acessos: 479

capa boletim cec 1616ª edição do Boletim do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia foi publicada nesta segunda-feira (13), com as informações e análises preparadas pelo Comitê Emergencial de Crise da Pandemia de Covid-19 da UFSB para colaborar nos esforços de prevenção no território do Sul e Extremo Sul do estado da Bahia. Com dados referentes ao período entre 04 e 10 de julho, a edição atual tem os destaques:

-->Análise do panorama semanal no mundo, no Brasil e nos municípios do Sul e Extremo Sul, acompanhando a evolução dos casos notificados, das medidas de prevenção e de atendimento. Por exemplo, no período em análise (04 a 10 de julho de 2020), do total de casos e óbitos confirmados na Bahia, 10.024 casos (9,9%) e 212 óbitos (8,9%) são de residentes em municípios onde a UFSB tem unidade acadêmica e/ou colégio universitário, um incremento de 1.927 casos (23,8%) e 54 óbitos (34,2%) em relação ao acumulado da semana anterior (8.097 casos e 158 óbitos). Nessa data, haviam sido confirmados 3.388 casos e 76 óbitos em Itabuna (terceiro município em número de casos e segundo em número de óbitos); 1.762 casos e 27 óbitos em Teixeira de Freitas (6º lugar em número de casos e 10º em número de óbitos); e 1.758 casos e 62 óbitos em Ilhéus (7º lugar em número de casos e 3º em número de óbitos).

-->Recomendações para a região: recomenda-se aos governos medidas de redução de fluxo de pessoas, ampliação da oferta de leitos de UTI, políticas emergenciais de mitigação dos efeitos sociais da pandemia e máxima transparência na divulgação das informações relativas à epidemia e à capacidade do SUS de atendimento à população (número de leitos clínicos e de UTI para Covid-19 disponíveis e ocupados), cuja falta de transparência impede uma avaliação precisa da oportunidade e adequação das medidas de flexibilização que estão atualmente em curso. Recomenda-se aos médicos muita cautela na prescrição da cloroquina ou da hidroxicloroquina, tendo em vista o risco de efeitos colaterais graves (principalmente arritmia cardíaca) se em associação com um macrolídeo (azitromicina).
Recomenda-se a todos os indivíduos a manutenção das medidas de higiene, do auto-isolamento domiciliar e a utilização de máscaras faciais (caseiras) sempre que precisar sair de casa.

-->Mapeamento de iniciativas institucionais:

  • Acontecerá na próxima sexta-feira, dia 17 de julho, a partir das 14h, o quarto encontro do “Ciclo Internacional Saúde com Arte no Desafio da Pandemia”. A roda de conversa online terá a presença das professoras Raquel Siqueira e Susana de Noronha (organizadoras), da professora Lia Rejane Barcelos (Conservatório Brasileiro de Música) e do professor Heitor Alvelos (Universidade do Porto). O evento é resultado da parceria entre o Grupo de Pesquisa Saúde Coletiva, Epistemologias do Sul e Interculturalidades, coordenado pela professora Raquel Siqueira, da UFSB e pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, através da pesquisadora Susana de Noronha. As rodas de conversa acontecem quinzenalmente e podem ser acompanhados pelo endereço: https://meet.google.com/wnh-ovba-eoc. Há programação já divulgada para o dia 31 de julho.

--> Ações em Pauta:  O projeto de extensão “Saúde em evidência: informação para o enfrentamento da Covid-19” tem como objetivo combater a desinformação sobre a pandemia gerada pela disseminação de notícias falsas a respeito do novo coronavírus. Por meio da produção de conteúdo interativo a partir de evidências científicas sobre a Covid-19, a equipe pretende estimular a população a adotar comportamentos preventivos eficazes e cientificamente comprovados. O projeto é coordenado pela professora Grasiely Faccin Borges, do Centro de Formação em Políticas Públicas e Tecnologias Sociais e conta, ainda, com apoio das docentes Denise Machado Mourão, Laila Cheibub Costa Rodrigues e Maria Luiza Caires Comper, além de estudantes e colaboradores. O Observatório conversou com a coordenadora sobre o projeto.

-->Recomendações de prevenção: Nesta edição, a equipe do Observatório detalha os principais pontos do resumo divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre as evidências das formas de contágio do novo coronavírus, incluindo transmissão aérea pelas gotículas respiratórias.

 

Documento relacionado

Boletim nº 15 do Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia (13/07/2020)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página