Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Campanha UFSB Solidária encerra atividades com entrega de cestas agroecológicas a catadores/as de materiais recicláveis e reutilizáveis
Início do conteúdo da página

Campanha UFSB Solidária encerra atividades com entrega de cestas agroecológicas a catadores/as de materiais recicláveis e reutilizáveis

  • Publicado: Terça, 09 de Fevereiro de 2021, 12h18
  • Última atualização em Terça, 09 de Fevereiro de 2021, 12h35
  • Acessos: 520

entrega campanha 7.2 1A campanha UFSB Solidária: na luta contra o coronavírus entregou 45 cestas compostas exclusivamente por produtos agroecológicos, in natura e artesanalmente produzidos, a famílias de catadores/as do “lixão” municipal de Teixeira de Freitas, Extremo Sul da Bahia. A distribuição foi realizada na sede da ONG Aselias, no bairro Tancredo Neves, na manhã do último domingo (7) e marcou a conclusão da campanha.

Compostas por 17 itens, com peso unitário de aproximadamente 24 kg, as cestas totalizaram 1,08 tonelada. Alguns produtos, como biscoito e chimango, foram confeccionados no forno a lenha.

As cestas foram adquiridas da agricultura familiar, de áreas camponesas dos Projetos de Assentamentos Agroecológicos (PAA) do Movimento Sem Terra (MST) Adão e Plínio (Brigada Che Guevara, Itabela), Antônio Araújo e Jacy Rocha (Brigada Olga Benário, Prado), Bela Manhã e Acampamento Eldorado (Brigada Nelson Mandela, Teixeira de Freitas).

A entrega foi organizada por meio de uma parceria entre a Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proex) da UFSB, o MST, a coordenação do Campus Paulo Freire, pessoal terceirizado e a ONG Aselias (Associação Asas da Esperança e Liberdade). A egressa da Licenciatura Interdisciplinar em Linguagens Luciana Moreira e a estudante de Psicologia Beatriz Melo acompanharam a entrega como voluntárias.

entrega campanha 7.2 2A pró-reitora de Extensão e Cultura, Lilian Reichert, explica que o grupo atendido vive em extrema vulnerabilidade, vítima das desigualdades históricas, da espoliação de direitos e de uma série de violências. “São pessoas que, no cotidiano de trabalho, estão expostas a contaminações, o que se agravou muito com a pandemia”. A pró-reitora confirma o encerramento da campanha solidária e agradece as contribuições de todas as pessoas envolvidas, das doações às parcerias internas e externas. “Sem uma rede de cooperação, um trabalho como esse, em plena pandemia, não teria condições de se efetivar”.

A gestora destaca ainda a contribuição fundamental da Coordenação de Educação Popular e Tecnologias Sociais da Proex para que o projeto fosse desenvolvido com sucesso. “Vejo a campanha como uma ação de solidariedade e cooperação fraterna mais que simplesmente uma ação assistencial. Foi uma forma de compromisso na busca da equidade em tempos de aprofundamento da exclusão social”, avalia a coordenadora do setor, Luana Rêgo.

entrega campanha 7.2 batata doce mandioca

entrega campanha 7.2 batata doce mandioca

 

 

 

 

 

 

 

 

Batata, mandioca e cacauada, todas produções da agricultura familiar, fizeram parte das cestas entregues no domingo.

 

 

Retrospectiva

A campanha foi uma iniciativa da Reitoria da UFSB após solicitação formal recebida, via Proex, de algumas entidades pedindo apoio institucional na arrecadação de alimentos e material de limpeza e higiene pessoal para famílias indígenas residentes nos territórios de abrangência da universidade.

A partir disso, a Proex elaborou um projeto para realização de uma campanha solidária, com orientação do Setor de Convênios da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (Propa). O principal objetivo era arrecadar recursos para aquisição exclusiva de itens alimentícios (cestas básicas), material de limpeza, higiene e proteção individual. A arrecadação das doações e a aquisição foram realizadas pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão (Fapex), entidade jurídica de direito privado sem fins lucrativos que presta assistência às instituições públicas.

A coordenação do projeto definiu os públicos prioritários da campanha, com vistas a atender solicitações que chegassem até a universidade e/ou fossem detectadas pela comunidade acadêmica em seu território, em especial grupos que estivessem em situação de vulnerabilidade social em função da pandemia.

Com o recebimento de solicitações de doação, a Proex consolidou a destinação das cestas por consultas a outras entidades que também propuseram campanhas de doação nos territórios de abrangência da UFSB e/ou órgãos públicos, a fim de confirmar e atualizar dados sobre a situação de vulnerabilidade. Além disso, foram consideradas comunidades com as quais a universidade já mantém vínculos por meio de projetos e ações de extensão.

Importante destacar que o número de grupos atendidos e a quantidade de produtos doados dependeram, estritamente, do valor arrecadado. Em outubro de 2020, foi realizada ação da campanha, com doação de material de higiene e proteção individual produzido por projetos de extensão da UFSB. Em dezembro de 2020, foram entregues 270 cestas básicas na Terra Indígena Comexatibá, no município de Prado, Extremo Sul da Bahia.

O relatório com a prestação de contas completa estará disponível nas próximas semanas e poderá ser acessado pelo Portal da UFSB.

 

Com informações por Lilian Reichert Coelho (PROEX UFSB)

registrado em:
Fim do conteúdo da página