Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Novo mestrado acadêmico na área de Saúde, Ambiente e Biodiversidade foi aprovado pela Capes
Início do conteúdo da página

Novo mestrado acadêmico na área de Saúde, Ambiente e Biodiversidade foi aprovado pela Capes

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Segunda, 18 de Janeiro de 2021, 15h00
  • Última atualização em Quinta, 21 de Janeiro de 2021, 18h02
  • Acessos: 1675
A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) teve mais um mestrado acadêmico aprovado no final de 2020. Conforme o professor Sebastião Rodrigo Ferreira, do Campus Paulo Freire, em Teixeira de Freitas, o novo programa de pós-graduação (PPG) terá a área de concentração em Saúde, Ambiente e Biodiversidade, com expectativa de oferta de 15 vagas, a princípio, e previsão de edital de seleção de alunos no período entre março e abril de 2021. 
Graduados em cursos nas áreas de Ciências Biológicas e Ciências da Saúde, além de áreas afins, poderão se inscrever para cursar o PPG. Os estudos terão infraestrutura adequada e orientação de alto nível, afirma o professor Rodrigo: "Nosso corpo de orientadores é composto  por profissionais com diferentes formação dentro dessas áreas e com experiência no desenvolvimento de pesquisas de importância e com qualidade. As pesquisas de cunho experimental e laboratorial poderão contar com os laboratórios do CPF. Temos dois laboratórios, um equipado com aparelhos para área de biologia molecular, mas não restrito a só esta área; e outro de uso mais geral e atividades didáticas". O professor conta ainda que colaborações com outras instituições são possíveis sempre que seja preciso mais infraestrutura especializada, como já fazem alguns integrantes do corpo docente do mestrado em Saúde, Ambiente e Biodiversidade para as atividades de iniciação científica.
As linhas de pesquisa serão as seguintes:
  • Biodiversidade e Sociedade: Compreender a importância e relação da biodiversidade com a saúde e qualidade de vida do ser humano. Para isso, o conhecimento da biodiversidade, o levantamento de informações e a sua estreita correlação com a população pode ser essencial no entendimento do processo saúde-doença e soluções para muitas enfermidades. Compreender a importância da preservação e o uso de recursos da flora através do estudo da biodiversidade por meio do isolamento e caracterização de compostos bioativos de espécies da Mata Atlântica no Sul da Bahia, e a análise das atividades de compostos com potencial aplicação à saúde humana e animal. Valorização dos recursos naturais por meio da identificação do potencial químico e farmacológico de plantas regionais contribuindo com o desenvolvimento científico e tecnológico.

  • Saúde e Ambiente: Compreender a complexidade dos problemas de saúde relacionados aos aspectos ambientais e da saúde humana em um perspectiva e visão interdisciplinar. Análise da perspectiva crítica dos problemas ambientais e sociais que se manifestam, assim como seus efeitos e impactos sociais, culturais, econômicos e ambientais. Atuação na caracterização e distribuição geográfica de doenças, ou problemas de saúde, relacionados à alterações ambientais ligada a biodiversidade, ou a perda da biodiversidade. Estudo de vetores e outros organismos biológicos que tenha relação com a saúde humana e animal, através de suas alterações fisiológicas, bioquímica e/ou molecular, etológica e estudos biogeográficos. Desenvolvimento de modelos de simulação de eventos relacionados aos problemas ambientais, de saúde e sociais que se manifestam em decorrência da reação saúde e meio ambiente.
registrado em:
Fim do conteúdo da página