Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Comunicado da Comissão de Sindicância Investigativa sobre o caso dos notebooks
Início do conteúdo da página

Comunicado da Comissão de Sindicância Investigativa sobre o caso dos notebooks

  • Publicado: Quinta, 29 de Outubro de 2020, 15h43
  • Última atualização em Quinta, 29 de Outubro de 2020, 15h51
  • Acessos: 701
Em relação ao caso dos notebooks com o aplicativo kidlogger (software espião), conforme relatado por estudantes do Campus Sosígenes Costa (Porto Seguro), a Comissão de Sindicância Investigativa nomeada para apurar os fatos relativos ao assunto informa que foram recolhidos para análise pericial alguns computadores conforme anuência dos estudantes, que receberam outros notebooks para continuidade da participação nas atividades acadêmicas intermediadas por tecnologia.
Nenhum dado ou software instalado será removido dos notebooks recolhidos nesse momento. Os computadores estão em análise pericial pela equipe técnica da Protic e estarão à disposição da Polícia Federal para continuidade das investigações. A comissão ainda deve retornar a Porto Seguro nos próximos dias para recolher mais informações a respeito do processo.

A comissão instaurada está levantando informações iniciais da investigação e tem 60 dias para conclusão dos trabalhos. Foram recolhidos, para além dos computadores, materiais e demais informações pertinentes. As ações da comissão correm em sigilo.

Internamente, após os resultados conclusivos da comissão de sindicância, a Universidade pode encaminhar para abertura de processos disciplinares administrativos. Em paralelo, para além das ações da comissão de sindicância, a UFSB deve solicitar junto à Polícia Federal o pedido de abertura de investigação do caso.
 
Comissão de Sindicância Investigativa (nomeada pela Portaria CPAC 004/2020)
registrado em:
Fim do conteúdo da página