Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Pesquisa e Extensão > Projetos de Extensão
Início do conteúdo da página

Projetos de Extensão

Publicado: Sexta, 28 de Fevereiro de 2020, 15h32 | Última atualização em Quinta, 30 de Setembro de 2021, 17h09 | Acessos: 1189

 

AÇOES DE EXTENSÃO COORDENADAS POR DOCENTES LOTADAS/OS NO CFPopTecs em 2021

Ação

Coordenação

Público-alvo

FORMAÇÃO CONEXÃO LABMORFO PARA PROFESSORES DA ESCOLA PÚBLICA

Profa. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Professores de Escolas Públicas (Ensino Médio)

Resumo: O projeto Formação Conexão Labmorfo para Professores da Escola Pública aproxima-se dos princípios do Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas, pois busca transformar a realidade por meio de um processo educativo e formativo, com a participação da comunidade, possui foco para tornar disponível ferramentas e meios para incentivar e possibilitar uma educação de qualidade. A proposta fará parte do catálogo de Atividades Curriculares Complementares da rede estadual de ensino da Bahia. Os sujeitos envolvidos serão protagonistas e contribuirão com essa transformação. A sistematização das experiências e do conhecimento serão realizadas por meio de criação participativa dos estudantes da UFSB juntamente com a comunidade, com o uso de conhecimentos teóricos-práticos, para uma ação de transformação com base na vivência. O “Formação Conexão Labmorfo para Professores da Escola Pública” parte de uma realidade concreta e de necessidades observadas por meio do projeto de extensão Labmorfo virtual (desde 2016). A experiência em formação por meio do uso de tecnologias digitais acontecerá por meio de práticas sociais e experiências educativas. A construção desse conhecimento possibilitará a implementação de forma articulada a pesquisa junto com a extensão com a produção do saber baseado no conhecimento científico e também oriundo do cotidiano. Objetivo Geral: Capacitar professores da escola pública para o uso de tecnologias digitais em ciências morfofisiológicas com ênfase no corpo humano. Metodologia: O “Formação Conexão Labmorfo para Professores da Escola Pública” será integrado a atividades já existentes no Labmorfo de forma virtual. O Formação Conexão Labmorfo para Professores da Escola Pública será divulgado através das contas que o projeto de extensão possui nos meios de comunicação (Instagram e Facebook), além da criação de uma aba específica no site do Labmorfo para divulgação e acesso aos conteúdos digitais futuramente preparados. Ademais, será incorporado ao planejamento já existente, que são desenvolvidos através de etapas principais: 1) Planejamento; 2) Busca e Mapeamento das tecnologias digitais que podem ser usadas no ensino-aprendizagem; 3) Estudo e avaliação da ferramenta; 4) Produção de um curso/oficina e divulgação e forma de uso das ferramentas; e 5) Avaliação das ferramentas pelo público e também do nosso trabalho de divulgação. Resultados Esperados: O projeto Formação Conexão Labmorfo para Professores da Escola Pública espera contribuir com a capacitação científico-tecnológica dos professores de instituições públicas. Como principal resultado, espera-se contribuir para a capacitação docente da rede pública de ensino, inclusão social e estimular os jovens, para carreiras científicas e tecnológicas, favorecendo o acesso à formação em ciência e tecnologia de jovens. Ampliar a utilização de ferramentas de interação por meio de tecnologias digitais, para professores do ensino médio. Com relação às tecnologias digitais, espera-se encontrar e divulgar uma quantidade significativa de itens a partir de um mapeamento em diferentes plataformas e sites. O projeto prevê a produção de materiais que possibilitaram o acesso dessas tecnologias.

Ação

Coordenação

Público-alvo

CURSO DE INTRODUÇÃO À REVISÃO SISTEMÁTICA EM SAÚDE

Profa. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Estudantes e profissionais dos grupos de pesquisa da UFSB

Resumo: A Revisão Sistemática é uma pesquisa secundária que se baseia na literatura. Aplica métodos sistemáticos, transparentes e reproduzíveis. Constitui-se a base para a elaboração dos protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas do Sistema Único de Saúde (SUS), que norteiam o cuidado de seus usuários. Portanto, torna-se imprescindível o conhecimento, a discussão e a disseminação desse método científico no campo da saúde. Objetivo: Instruir discentes na compreensão, discussão e elaboração de revisões sistemáticas no campo da saúde baseada em evidências. Métodos: O curso será ofertado de forma remota e síncrona (via plataforma Meet da Google). Com inscrição via SIGEventos para 70 participantes. Terá duração de 40 horas (dias síncronos: 03 e 10 de setembro; 01 e 8 de outubro de 2021).  Todos os inscritos receberão o link de acesso antes do curso. A frequência será computada pelo acesso no horário do curso e no acompanhamento das produções em tempo assíncrono. A parte teórica de cada tópico da programação, será realizada de forma expositiva, em seguida será permitida uma parte dialogada onde os participantes poderão realizar questionamentos e comentários com o uso do chat ou do microfone. As atividades práticas serão realizadas em pequenos grupos. Resultados esperados: Espera-se conscientizar os estudantes da relevância da Revisão Sistemática para pesquisas na área da saúde e sua importância acadêmica científica e também profissional. Instrumentalizar cerca de 70 discentes para elaboração de Revisões Sistemáticas, utilização de programa estatístico e estatística descritiva em saúde. Aperfeiçoar o processo de pesquisa em saúde através de interpretações e confecções de pesquisas baseadas em dados secundários.

Ação

Coordenação

Público-alvo

TECNOLOGIA ASSISTENCIAL & TECNOLOGIA CUIDATIVO-EDUCACIONAL: PROMOÇÃO DA SAÚDE E BEM-ESTAR NA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Profa. Paula Messias (CFPPTS CJA)

Comunidades atendidas por unidades de Atenção Primária em Saúde do SUS

Resumo: TECNOLOGIA ASSISTENCIAL & TECNOLOGIA CUIDATIVO-EDUCACIONAL: PROMOÇÃO DA SAÚDE E BEM ESTAR NA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO: Introdução: Trata-se de um Projeto de Extensão Universitária desenvolvido no contexto do Laboratório Ateliê de Educação Popular em Saúde (LAEPS) para fazer frente ao Edital de Bolsas de Extensão 02/2021 da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEX) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), na linha temáticas saúde, que dialoga com o objetivo 3, saúde e bem estar, de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030, proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU). Objetivo: Promover a gestão do cuidado e a educação em saúde para o autocuidado a partir do desenvolvimento de uma Tecnologia Assistencial (TA) e Tecnologias Cuidativo-Educacionais (TCE) para a atenção primária em saúde. Metodologia: Trata-se de um projeto de extensão cujo público-alvo é a população acompanhada pelas equipes de atenção primária do município de Teixeira de Freitas, Extremo Sul da Bahia. A população teixeirense será beneficiada pelo projeto que aliado ao Apoio Institucional do Sistema Único de Saúde na atenção primária no município, desenvolverá tecnologias assistenciais e cuidativo-educacionais respectivamente para a gestão do cuidado e promoção do autocuidado pela população. A Tecnologia Assistencial (TA) que será desenvolvida com vistas à gestão do cuidado e diz respeito ao Manual de apoio ao Projeto Terapêutico Singular (PTS). As Tecnologias Cuidativo-Educacionais (TCE) que serão desenvolvidas com vistas à promoção do autocuidado contemplarão o formato virtual e serão elaboradas a partir de temáticas elencadas no diagnóstico situacional do território, de modo que a produção considerará os desafios impostos pelo período pandêmico. As reuniões e toda a comunicação entre os membros do projeto, bem como a interação entre eles, os profissionais do serviço e a comunidade serão realizadas mediante Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) como o Whatsapp, a plataforma Google Meet, e-mail, entre outros. Resultados esperados: Acredita-se que o projeto de extensão contribuirá para a gestão do cuidado, educação em saúde e promoção do autocuidado no contexto da atenção primária em saúde.

Ação

Coordenação

Público-alvo

PODCAST LOGOTONIA

Prof. Dr. Marcio Augusto Vicente de Carvalho (CFPPTS CJA)

comunidades escolares, universitárias, e seus familiares, sujeitas aos impactos decorrentes da suspensão dos calendários acadêmicos

Resumo: Este projeto consiste na produção de um podcast como primeira atividade do Laboratório de Imagem e Som (LIS), a ser criado nas dependências da UFSB-CJA. O laboratório deve constituir-se como espaço para o desenvolvimento de pesquisa e prática audiovisual (edição de imagem e som) a partir do uso dos recursos tecnológicos disponíveis. Destina-se, portanto, a produções em áudio e vídeo, integradas como devem ser às atividades acadêmicas da instituição. O LIS é um espaço de extensão universitária, dada a sua própria natureza de divulgação.

Ação

Coordenação

Público-alvo

CINECLUBE GEMINA: As relações étnico-raciais e de gênero no cinema e na educação

Profa. Dra. Célia Regina da Silva (CFPPTS CJA)

Estudantes de duas escolas municipais; professores e familiares

Resumo: O projeto de extensão Cineclube Gemina: as relações étnico-raciais de gênero no cinema e na educação tem como proposta a construção de um Cineclube integrado à comunidade (estudantes e professores de duas escolas públicas), a fim de ampliar as experiências curriculares com o uso didático-pedagógico e de entretenimento do cinema, visando a promoção do debate sobre os processos de construção e representação de identidades culturais. Esse projeto foi criado mediante a necessidade de reflexão sobre o uso de recursos audiovisuais e da linguagem cinematográfica no entendimento a respeito da formação das identidades raciais, de gênero e da diversidade social. Tem como objetivos específicos refletir sobre o cinema e o audiovisual como mediadores nos processos de aprendizagem; levantar propostas que permitam a reflexão crítica sobre o papel da mídia na construção e visibilização da diversidade entre docentes e estudantes; criar espaços de debate específicos e interdisciplinares estimulados pela reflexão cinematográfica; incentivar a cultura cineclubista e o cinema independente no âmbito da escola/UFSB; elaborar manual para professores contendo listagem e sínteses de filmes que abordem as relações raciais e de gênero. A mescla de estudos feministas afro-brasileiros e indígenas, com abordagem educomunicativa das relações raciais, baseia teoricamente o projeto. Tem-se em mente que o projeto servirá de insumo para futuras obras ligadas ao cinema, ao cineclubismo e às representações sociais negras.

Ação

Coordenação

Público-alvo

1ª OLIMPÍADA DE ANATOMIA HUMANA DO LABMORFO

Profa. Dra. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Estudantes de Outras Instituições de Nível Superior

Resumo: A anatomia humana faz parte da grade curricular de diversos cursos da área da saúde, seu conteúdo é importante para o entendimento do funcionamento do corpo humano. O Laboratório Morfofuncional (Labmorfo) empenha-se em divulgar e fomentar eventos que propiciem a aprendizagem de conteúdos morfofuncionais. Objetivo: Realizar uma olimpíada sobre anatomia humana para os estudantes universitários, da área da saúde, do estado da Bahia. Métodos: A competição será dividida em 3 (três) etapas: Inscrição, provas e resultados. A Comissão Organizadora disponibilizará um formulário online através da plataforma online entre os dias 09 a 20 de novembro de 2020 para a inscrição dos participantes. Para realizar a inscrição, o participante deverá respeitar os seguintes critérios: ser discente devidamente matriculado em curso da área da saúde de uma instituição de ensino superior do estado da Bahia; ter preenchido completamente o formulário de inscrição com informações válidas; seguir o Instagram @labmorfo, curtir, marcar três pessoas e compartilhar a foto oficial no story, com a hashtag “#LABMORFOUFSB”. As provas serão divididas em duas fases. Os primeiros 200 primeiros participantes, passarão para a segunda fase. No dia 15 de dezembro de 2020, a comissão organizadora divulgará os três ganhadores através do Instagram @labmorfo e no site https://labmorfoufsb.wixsite.com/labmorfo. Resultados Esperados: Divulgar, no ambiente virtual, o Laboratório Morfofuncional e a Universidade Federal do Sul da Bahia. Contribuir com o estímulo do estudo e aprendizagem dos conteúdos anatômicos para os cursos da área da saúde do estado da Bahia. Espera-se que a Olimpíada conte com a participação de 1000 estudantes universitários matriculados em instituições de ensino superior no estado da Bahia.

Ação

Coordenação

Público-alvo

INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA APLICADA À PESQUISA EM SAÚDE

Profa. Dra. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Estudantes de Outras Instituições de Nível Superior

Resumo: A estatística aplicada na pesquisa na área da saúde é essencial para análise e apresentação de dados e resultados dos estudos com qualidade, torna-se ferramenta essencial no percurso acadêmico de docentes, discentes e pesquisadores. Muitos estudantes apresentam dificuldade no entendimento básico da estatística, o que motivou a oferta do curso. Objetivo: Capacitar estudantes para tabular dados e realizar estatística descritiva com dados da área das Ciências da Saúde. Métodos: O curso será ofertado de forma remota e síncrona (via plataforma Meet da google). Com inscrição via SIGEventos para 30 participantes. Terá duração de 8 horas (4h no dia 28/05/20 e 4h no dia 09/05/20).  Todos os inscritos receberão o link de acesso antes do curso. A frequência será computada pelo acesso no horário do curso. A parte teórica de cada tópico da programação, será realizada de forma expositiva, em seguida será permitida uma parte dialogada onde os participantes poderão realizar questionamentos e comentários com o uso do chat ou do microfone (para isso além do ministrante será recorrido a um moderador). No segundo dia será realizada uma parte prática. Resultados esperados: Espera-se conscientizar os estudantes da relevância da estatística para pesquisas na área da saúde e sua importância acadêmico científica e também profissional. Instrumentalizar cerca de 30 estudantes para tabulação de dados, utilização de programa estatístico e estatística descritiva em saúde. Sanar dúvidas que possam reduzir apresentação de resultados de pesquisas de formas inadequadas.

Ação

Coordenação

Público-alvo

JORNADA DE SAÚDE BASEADA EM EVIDÊNCIAS

Profa. Dra. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Estudantes de Outras Instituições de Nível Superior

Resumo: A Jornada de Saúde Baseada em Evidências ocorre em comemoração ao V aniversário do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Saúde (NEPS) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB. A prática da Saúde Baseada em Evidências (SBE) consiste em utilizar os melhores conhecimentos científicos disponíveis para nortear decisões clínicas em situações reais do dia a dia. A Medicina Baseada em Evidência (MBE) é um bom exemplo da associação entre a boa pesquisa científica e a prática clínica como tentativa de ampliar o conhecimento médico e diminuir incertezas no processo clínico mediante a permanente consulta às informações produzidas em pesquisas de epidemiologia clínica. Utiliza provas científicas existentes e disponíveis no momento, com boa validade interna e externa, para a aplicação de seus resultados na prática clínica. O NEPS, desenvolve diversas atividades de pesquisa junto à comunidade acadêmica da UFSB e algumas junto à comunidade externa. Dessa forma produzir e veicular o conhecimento científico em saúde é a sua principal apresentação. Assim, em conformidade com as atividades elaboradas pelo grupo e ante a visível demanda quanto a difusão dos conhecimentos da Saúde Baseada em Evidências com foco no subeixo Medicina Baseada em Evidências propõe-se o evento científico em questão.  A Jornada em comemoração ao Aniversário do NEPS é direcionada para estudantes, pesquisadores, residentes e demais profissionais da saúde. Diante disso, o presente evento tem por objetivo capacitar os participantes sobre a importância da saúde fundamentada em conhecimentos científicos atualizados e metodologicamente adequados. Em decorrência da atual realidade de saúde em que vivemos e da necessidade da manutenção das medidas de distanciamento social para prevenção contra o novo coronavírus o evento será realizado na modalidade on-line por meio da plataforma google meet (https://meet.google.com/) nos dias 03 e 04 de junho de 2021 com carga horária total de 12 horas. A realização desse evento justifica-se pela necessidade em tornar ampla a discussão sobre a importância da saúde e medicina baseadas em evidências como forma de aliar uma boa prática clínica à resultados satisfatórios na condução terapêutica de pacientes nas diferentes esferas de cuidado.

Ação

Coordenação

Público-alvo

SAÚDE EM EVIDÊNCIA: INFORMAÇÃO PARA O ENFRENTAMENTO DA COVID-19

Profa. Dra. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Estudantes de Outras Instituições de Nível Superior

Resumo: Diante do atual cenário, os aplicativos de comunicação e as redes sociais ganharam espaço como meios de divulgação das informações sobre a pandemia, sobre o novo coronavírus. Entretanto, por meio dessas ferramentas também cresceram a divulgação de notícias falsas, denominadas fake news, que estimulam a população a adotar medidas e atitudes ineficazes como terapias medicamentosas, vacinas que ainda não existem, produção e uso de EPI’s de forma incorreta, dentre outros. Tudo isso confunde a população e prejudica uma tomada de decisão baseada em evidências. O projeto tem como objetivo divulgar evidências científicas produzidas sobre a COVID-19, de forma clara e interativa para a comunidade acadêmica e externa da UFSB, como meio de estimular comportamentos preventivos baseados em informações seguras. O projeto acontecerá em diferentes etapas: a) Serão utilizadas contas virtuais com o nome do projeto para estabelecer canais de comunicação direta com a população (redes sociais); b) Serão oferecidas informações sobre saúde e a COVID-19 confiáveis e de qualidade ao público; c) Será produzido e divulgado conteúdo interativo sobre saúde e COVID-19; d) Pretende-se pesquisar e divulgar cursos de curta duração, na área da saúde, que desenvolvam ações de enfrentamento a COVID-19; e) Sensibilizar a população para tomada de decisões informadas sobre a COVID-19. O material do projeto será divulgado e será atualizado semanalmente. O projeto terá colaboração de estudantes de diferentes campi da UFSB, que participarão de reuniões semanais com a orientadora e colaboradores, para realizarem pesquisas sobre temas e assuntos para o desenvolvimento de atividades e modelos para a produção e divulgação científica. As ações do projeto serão avaliadas pelas interações registradas nas plataformas. Através das contas (redes sociais) de divulgação do conteúdo produzido, serão realizadas análises das interações da página e de cada conteúdo compartilhado, entre elas o número de visualizações, comentários e curtidas. Também serão verificadas as respostas das enquetes propostas nas redes sociais.

 

AÇOES DE EXTENSÃO COORDENADAS POR DOCENTES LOTADAS/OS NO CFPopTecs em 2020

Ação

Coordenação

Público-alvo

EXTENSÃO EM REDE: TECER O COMUM

Profa. Dra. Alessandra Melo Simões Paiva (CFPPTS CJA)

Comunidades dos territórios de abrangência da UFSB

Resumo: A pandemia do coronavírus expõe e evidencia a desigualdade social em todos os seus âmbitos. Especialmente em regiões onde há comunidades em extrema vulnerabilidade, como no nordeste do Brasil, se faz necessária a prioridade a ações que estimulem a inclusão e o acesso aos direitos básicos. Nessa direção e fazendo valer a ênfase da extensão universitária para a transformação social, o programa “Extensão em Rede: tecer o comum” reúne atividades voltadas para o enfrentamento do atual quadro de calamidade mundial a partir dos diversos saberes e práticas convergentes para o exercício extensionista nos territórios de abrangência da UFSB. “Tecer o comum” significa aqui delinear as possíveis articulações e pluralidades extensionistas de modo a abarcar a atual problemática da pandemia à altura de sua complexidade. Levando em conta a extensão como o mecanismo que promove a inter-relação da Universidade com outros setores da sociedade, com vistas a uma atuação transformadora, voltada para os interesses e necessidades da maioria da população e propiciadora do desenvolvimento social e regional, este programa pretende, assim, estimular soluções extensionistas entre o corpo técnico, discente e docente da UFSB para enfrentar os desafios apresentados no sul e extremo sul da Bahia. Com caráter intersetorial e interinstitucional, o programa também vai agir ainda no sentido de abrir um espaço sistemático para a reflexão a respeito dos caminhos impostos por este novo cenário social à extensão universitária. A proposta é entender o papel da extensão frente aos desdobramentos da pandemia e do isolamento social, tanto do ponto de vista da saúde pública quanto dos mais variados âmbitos, como da economia, da produção intelectual, da educação, da cultura, etc., cobrindo assim as áreas temáticas da Política Nacional de Extensão (2012), a saber: comunicação, cultura, direitos humanos e justiça, educação, meio ambiente, saúde, tecnologia e produção, trabalho. Neste contexto, a extensão mantém seu compromisso frente aos diversos segmentos da sociedade, fazendo valer, por meio da interdisciplinaridade e da interprofissionalidade, a responsabilidade de articular o conhecimento advindo do ensino e da pesquisa com as necessidades da sociedade na qual a universidade se insere, interagindo e transformando a realidade social.

Ação

Coordenação

Público-alvo

JORNADA ABCA 2020: RESISTÊNCIAS POÉTICAS: ARTE, CRÍTICA E DIREITOS HUMANOS

Profa. Dra. Alessandra Melo Simões Paiva (CFPPTS CJA)

Comunidade externa em geral da área de artes

Resumo: A Jornada ABCA é um evento tradicional da Associação Brasileira de Críticos de Artes, que este ano irá ocorrer em formato online nos dias 25, 26 e 27 de novembro. Nesta edição de 2020, o tema “Resistências poéticas: arte, crítica e direitos humanos” vai ao encontro da necessidade de se alcançar um olhar transdisciplinar sobre a arte, os artistas, as obras, bem como a relação entre as novas geografias no sistema das artes. O evento conta com o apoio financeiro do edital PAEP/CAPES e será realizado em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB),  a partir da Pró-Reitora de Extensão e Cultura (Proex) e dos cursos de artes da UFSB.

Ação

Coordenação

Público-alvo

II CONGRESSO DE EXTENSÃO DA UFSB - CONEX

Profa. Dra. Alessandra Melo Simões Paiva (CFPPTS CJA)

Estudantes, docentes, técnicos/as de outras universidades

Resumo: A pandemia de Covid-19 não paralisou as atividades nas universidades públicas. Pelo contrário, instituições de ensino superior e entidades parceiras estão a todo vapor, buscando soluções criativas no ensino, na pesquisa e na extensão para superar os desafios impostos pelo atual cenário social. Na área de extensão, o Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições Públicas de Educação Superior Brasileiras (FORPROEX) vem acompanhando e divulgando sistematicamente as ações implementadas ao longo deste ano por grande parte das universidades. Mesmo diante das dificuldades impostas pelo isolamento social, estas ações mostram que a extensão se consolidou como ferramenta estratégica para manter e ampliar o diálogo entre comunidades internas e externas, permitindo à universidade buscar o equilíbrio entre a vocação técnico-científica, o olhar humanizador e o compromisso social. Na UFSB, este caminho não tem sido diferente. No sentido de achar caminhos para a extensão neste cenário excepcional, o corpo docente vem executando novas atividades e adaptando as já existentes. O II Congresso de Extensão da UFSB, que vai ocorrer em formato online, nos dias 1, 2 e 3 de dezembro, pretende dar visibilidade a estas iniciativas e fazer um balanço geral das atividades que estavam em andamento até a pandemia. Com o objetivo de reunir estudantes, servidores técnicos e servidores docentes da UFSB e de outras instituições, esta será uma oportunidade para mostrar e discutir os resultados das atividades de extensão em nossos territórios.

Ação

Coordenação

Público-alvo

SEMINÁRIOS INTERDISCIPLINARES SOBRE COVID-19

Profa. Dra. Camila Calhau Andrade Reis (CFPPTS CJA)

Profissionais da saúde e demais interessados nas temáticas abordadas

Resumo: Trata-se de curso de extensão, com carga horária de 30h, voltado para a comunidade interna e externa da UFSB. Os encontros serão online, mediante link fixo de acesso a sala virtual da plataforma Google Meet. O planejamento dos seminários considerou a vigência do quadrimestre 2020.2. Ocorrerão, portanto, todas às sextas-feiras, das 10 às 12h.

Ação

Coordenação

Público-alvo

1ª OLIMPÍADA DE ANATOMIA HUMANA DO LABMORFO

Profa. Dra. Grasiely Faccin Borges (CFPPTS CJA)

Estudantes Universitários da área da saúde do estado da Bahia

Resumo: A anatomia humana faz parte da grade curricular de diversos cursos da área da saúde, seu conteúdo é importante para o entendimento do funcionamento do corpo humano. O Laboratório Morfofuncional (Labmorfo) empenha-se em divulgar e fomentar eventos que propiciem a aprendizagem de conteúdos morfofuncionais. Objetivo: Realizar uma olimpíada sobre anatomia humana para os estudantes universitários, da área da saúde, do estado da Bahia. Métodos: A competição será dividida em 3 (três) etapas: Inscrição, provas e resultados. A Comissão Organizadora disponibilizará um formulário online através da plataforma online entre os dias 09 a 20 de novembro de 2020 para a inscrição dos participantes. Para realizar a inscrição, o participante deverá respeitar os seguintes critérios: ser discente devidamente matriculado em curso da área da saúde de uma instituição de ensino superior do estado da Bahia; ter preenchido completamente o formulário de inscrição com informações válidas; seguir o Instagram @labmorfo, curtir, marcar três pessoas e compartilhar a foto oficial no story, com a hashtag “#LABMORFOUFSB”. As provas serão divididas em duas fases. Os primeiros 200 primeiros participantes, passarão para a segunda fase. No dia 15 de dezembro de 2020, a comissão organizadora divulgará os três ganhadores através do Instagram @labmorfo e no site https://labmorfoufsb.wixsite.com/labmorfo. Resultados Esperados: Divulgar, no ambiente virtual, o Laboratório Morfofuncional e a Universidade Federal do Sul da Bahia. Contribuir com o estímulo do estudo e aprendizagem dos conteúdos anatômicos para os cursos da área da saúde do estado da Bahia. Espera-se que a Olimpíada conte com a participação de 1000 estudantes universitários matriculados em instituições de ensino superior no estado da Bahia.

Ação

Coordenação

Público-alvo

GRUPOS DE APOIO PSICOLÓGICO A ESTUDANTES LGBTQIAP+

Prof. Dr. Rafael Siqueira de Guimarães (CFPPTS CJA)

30 pessoas comunidade acadêmica interna da UFSB

Resumo: Trata-se de atendimento psicológico a estudantes LGBTQIAP+ da UFSB, em grupo, durante o período de agosto de dezembro de 2020. O projeto está vinculado ao Grupo de Pesquisa GRIETA, e se justifica por não haver nenhum tipo de atendimento específico a esta população minoritária na Universidade, e que possui questões relativas à saúde mental bastante específicas. No grupo, somos especialistas nesta área e o projeto será realizado por 03 profissionais de Psicologia.

Ação

Coordenação

Público-alvo

RODA DE CONVERSA "A LUTA DOS POVOS INDÍGENAS NA BAHIA" E LANÇAMENTO DO LIVRO "PARENTES", DE ROGÉRIO FERRARI

Profa. Dra. Lilian Reichert Coelho (CFPPTS CJA)

Comunidade indígena tupinambá

Resumo: Realização de roda de conversa sobre "A luta dos povos indígenas no sul da Bahia", com presença de Rogério Ferrari (fotógrafo e antropólogo), Laís Eduarda Tupinambá (estudante do BIH/CJA - UFSB), Katu Tupinambá (diretor da escola indígena da Aldeia Abaeté e Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino e Relações Étnico-Raciais da UFSB) e Thainã Andrade Tupinambá (artivista). Lançamento do livro "Parentes", de Rogério Ferrari.

registrado em:
Fim do conteúdo da página