Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Graduação > História > Apresentação
Início do conteúdo da página

Apresentação

Publicado: Quarta, 23 de Maio de 2018, 11h28 | Última atualização em Quinta, 09 de Julho de 2020, 19h33 | Acessos: 3507

https://www.youtube.com/watch?v=81lhPqZALCY 

Título profissional: Licenciado em História

Área de conhecimento: História e Educação

Modalidade: Presencial

Duração: 

Turno: Noturno

Número de vagas: 30

Área de atuação: O egresso pode atuar no ensino e na pesquisa histórica estabelecendo relações interdisciplinares, traduzindo as novas tecnologias ao campo da História e produzindo novas linguagens e novas leituras históricas. Em síntese, um/a profissional capaz de aprender, ensinar e produzir novas histórias em seu tempo presente; capaz de responder, pela leitura do passado e as demandas de seu tempo.

Perfil do egresso: O/a egresso/a do curso 2º ciclo em História (Licenciatura) deverá estar capacitado, em primeiro plano, ao exercício da profissão de historiador em suas diversas dimensões, tendo pleno domínio das dimensões teóricas e práticas que dizem respeito a esse campo do conhecimento. Alia-se a isso a capacidade de atuar de forma ética e política, utilizando os conhecimentos adquiridos e produzidos sob a égide de uma pedagogia emancipatória, com o intuito de colaborar na construção de uma sociedade política, social, econômica, cultural e ambientalmente mais justa. Ao longo da sua trajetória acadêmica, o/a estudante deve reunir habilidades e competências que permitam atuar de forma qualificada na seara educativa (com destaque especial para a educação básica), contribuindo para a emancipação do sujeito e da sociedade, para a construção da cidadania e para a crítica e superação dos problemas atuais, utilizando-se da racionalidade histórica pautada na visão sincrônica e diacrônica. A formação em História deverá se orientar pelo seguinte conjunto de habilidades e competências:

  • Domínio das principais teorias, metodologias e métodos do campo da História, assim como dos principais pontos de diálogo entre a História, outros campos do saber e outras racionalidades;
  • Capacidade de produzir o conhecimento histórico de forma crítica, utilizando os recursos da ciência e integrando ações de ensino, pesquisa e extensão, inscritas em um mesmo conjunto formativo;
  • Percepção do campo de atuação social, política, ética, acadêmica, científica e cidadã da História, aliada à capacidade de refletir e construir novas possibilidades para o exercício do referido campo do saber;
  • Fluência na problematização das múltiplas experiências históricas dos sujeitos e grupos sociais inseridos numa diversidade temporal e espacial e numa variedade de concepções de História;
  • Domínio das informações básicas sobre os processos, fatos, dinâmicas e fenômenos históricos das diferentes sociedades, grupos sociais e indivíduos em diferentes épocas, assim como da articulação entre tais elementos;
  • Consciência e atuação crítica sobre o uso das fontes históricas em sua diversidade e sobre o manejo de diferentes recursos e tecnologias no exercício da História, em especial as da informação e comunicação;
  • Capacidade de operar transposições didáticas no campo da História, inserindo na atuação docente o ethos e a abrangência desta área do saber, o que significa transpor também a dimensão da pesquisa científica;
  • Domínio das diferentes formas de atuação na educação, reunindo fluidez na docência, no planejamento, na execução e na gestão dos processos a ela condizentes;
  • Fluência na leitura dos vários problemas, desafios, desequilíbrios, injustiças e preconceitos sociais, a partir de uma gramática histórica, contribuindo para a formulação de alternativas com vistas a tornar viável a equidade, justiça, diversidade e sustentabilidade social e ambiental;
  • Domínio das dimensões teóricas e práticas do campo da História e da área de atuação do profissional da educação em História, estando apto a manejar as diversas formas de conjugá-las e integrá-las em um único processo de construção do conhecimento;
  • Aptidão para utilizar a História como um mecanismo de emancipação e de autonomia crítica do pensar e do agir, seja na vertente estritamente científica, seja no campo de atuação em educação.

  

Sobre

A proposta de uma Licenciatura de 2º ciclo em História na UFSB se configura como um curso que possa ampliar os horizontes avistados por estudantes do mundo contemporâneo, com suas tecnologias, competências e habilidades variadas, durante os cursos interdisciplinares de 1º ciclo. Não se trata de um curso disciplinar, tão somente, mas de uma imersão no universo dos estudos históricos, eles mesmos já interdisciplinares, aliados a um olhar também interdisciplinar da formação anterior, olhar que será imprescindível para as características do/a historiador/a e professor/a de história que se pretende formar na UFSB. Um/a profissional capaz de entender as inter-relações entre as mais diversas áreas e a relação específica do olhar histórico. Um/a profissional capaz de entender as construções e desconstruções da História, capaz de transitar entre diferentes culturas históricas, entre distintas categorias de tempo, de memória, de patrimônio, de ensino.

Fim do conteúdo da página