Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Assessoria de Sustentabilidade - ASSUS

Publicado: Terça, 08 de Maio de 2018, 10h38 | Última atualização em Sábado, 03 de Julho de 2021, 00h02 | Acessos: 6282

Visão geral da política de responsabilidade socioambiental adotada pela UFSB

A ASSUS tem como atribuições: formular, coordenar e acompanhar a política, planos, programas e atividades de sustentabilidade da UFSB a partir do trabalho conjunto, intercooperativo, participativo e voluntário (por adesão) com a comunidade acadêmica e o território de inserção da instituição.

A UFSB adota uma política que visa ir além do cumprimento estritamente necessário da legislação ambiental. No intuito de atender às expectativas da sociedade, no que se refere à responsabilidade socioambiental da universidade pública, a UFSB considera a sustentabilidade e a integração social dois pilares essenciais, estruturantes e indissociáveis da instituição, o que é explicitado na sua Carta de Fundação e Estatuto e no seu Plano Orientador. De acordo com esses documentos, os princípios da sustentabilidade e da integração social precisam abranger todas as dimensões e instâncias da universidade, a fim de garantir a sua transversalidade, tanto internamente, - na gestão, vida nos campi, no ensino -, assim como, na relação da universidade com o território, no que se refere à participação social.

Para dar conta destes compromissos, a UFSB desenvolve uma política que estimula a inserção do seu corpo de estudantes e de servidores no enfretamento de temas relacionados ao desenvolvimento territorial mirando os conceitos de sociedades sustentáveis, limites planetários e piso social. Para tanto, para além dos pilares de ensino, pesquisa e extensão, os quais são típicos de uma instituição de ensino superior, a UFSB patrocina a participação de servidores da UFSB em órgãos colegiados do território (Figura 1), bem como fomenta a participação da sociedade na construção da responsabilidade socioambiental da universidade, por meio do Conselho Estratégico Social.

Adicionalmente, a política da UFSB visa a redução de impactos negativos sobre o ambiente em que se insere, propondo a participação efetiva da comunidade universitária no desenho e implantação dos seus campi sustentáveis. Neste sentido, fomenta a criação de uma cultura institucional que determina, além de sua política de compras e serviços sustentáveis, a utilização racional da água e da energia, do consumo de materiais, bem como a Coleta Seletiva Solidária, reciclagem e destinação adequada dos seus resíduos e o funcionamento de Pontos de Entrega Voluntária de resíduos sólidos em todos seus campi.

Neste modelo, é fundamental que o discurso esteja alinhado à prática, e os espaços onde a vida universitária se desenvolve (Campi e Rede Anísio Teixeira de Colégios Universitários - Rede CUNI) são áreas privilegiadas para que a comunidade (interna e externa) possa experenciar as práticas de sustentabilidade (Figura 2). Neste sentido, a UFSB vem trabalhando para transformar estes espaços em Laboratórios Vivos para Sustentabilidade. Assim, mesmo jovem e ainda tendo muito por fazer, a UFSB já acumula importante experiência na requalificação de espaços antropizados e ociosos, bem como no planejamento e construção de novas edificações com princípios avançados de ecoeficiência, a exemplo de separação e tratamento dos efluentes, aproveitamento da luminosidade e ventilação naturais, reduzindo o consumo de energia.

 

Figura 1. Participação de Servidores da UFSB em Órgãos Colegiados do Território

 

Figura 2. Modelo de interações entre os segmentos da Universidade envolvidos com a construção da Política de Sustentabilidade

 

  

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página