Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > 8º CIPCI e 8ª SNCT UFSB tiveram abertura oficial nesta terça-feira
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

8º CIPCI e 8ª SNCT UFSB tiveram abertura oficial nesta terça-feira

  • Publicado: Quinta, 01 de Dezembro de 2022, 12h25
  • Última atualização em Sexta, 02 de Dezembro de 2022, 09h31

Foto SNCT2

A oitava edição do Congresso de Iniciação à Pesquisa, Criação e Inovação (CIPCI) e da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia abriu nesta terça-feira (29) às 15h, no Campus Jorge Amado, em Ilhéus, com transmissão on-line pelo canal do Auditório Virtual da UFSB no YouTube. A palestra de abertura coube ao professor André Mattedi (UFBA), que falou sobre o tema O bicentenário da Independência e os 200 anos de Ciência e Tecnologia no Brasil. A mesa de abertura contará com a presença da pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, professora Maria do Carmo Rebouças C.F. Santos, que explicou que as presenças previstas do diretor da Fapesb, Luiz Antônio Queiroz de Araújo, e da reitora da UFSB, professora Joana Angélica Guimarães da Luz, não foram possíveis devido às fortes chuvas que impediram o deslocamento em tempo hábil.

A pró-reitora Maria do Carmo destacou o trabalho de docentes responsáveis pela organização da edição atual de cada evento, a participação de estudantes e valorizou a retomada da presencialidade do CIPCI após dois anos de eventos remotos por conta da pandemia de covid-19. Na agenda da semana, além das bancas de apresentação dos trabalhos de iniciação científica e tecnológica no CIPCI, há a participação de diversas escolas das redes municipais e estadual nas atividades da SNCT, que contemplam minicursos, palestras, lançamento de livros e outros acontecimentos previstos na programação. A pró-reitora também destacou que as discussões na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia se dão em um contexto no qual o Estado brasileiro tem um histórico irregular de investimento, com a criação de políticas e agências de fomento, bem como instituições e redes de pesquisa, se fortalecendo apenas desde a década de 1950. O retrospecto recente da área de pesquisa e investimento em educação superior foi articulado pela gestora com o trabalho de instalação e consolidação da UFSB. Por fim, a professora Maria do Carmo reiterou o agradecimento à equipe organizadora da SNCT UFSB 2022 e do CIPCI 2022 nos três campi da UFSB pelo empenho e dedicação aos eventos, ao apoio do CNPq e da Fapesb e informou que a SNCT e o CIPCI entrarão no calendário institucional de eventos da universidade, medida que deve conferir mais recursos e apoios para as atividades a partir de 2023. 

Foto SNCT2

Na sua palestra, o professor André Mattedi (UFBA) abriu sua fala lembrando da autonomia universitária e da autonomia intelectual, mencionando personalidades da academia como o físico Felipe Serpa, o médico Naomar de Almeida, o geógrafo Milton Santos e o professor Maurício Tragtenberg, segundo o qual as teorias administrativas também são ideológicas. Em continuidade às menções, o professor Mattedi destacou as ligações ideológicas de termos como inovação, empreendedorismo, nova administração pública com o neoliberalismo, e os impactos dessa associação para o indivíduo, o Estado e a sociedade. Segundo essa lógica, critica o professor, a forma gerencial da empresa parece ser recomendada de maneira indiscriminada para toda a espécie de problemas políticos e sociais. O recente corte de recursos pela gestão federal, no apagar das luzes do mandato, foi associado a essa visão de mundo "austericida".

A palestra prosseguiu com a crítica ao discurso neoliberal e à visão fabulosa sobre a globalização, retomando Milton Santos e seu apelo por uma utopia por uma outra globalização possível, liberta da psicopatia corporativa e das perversidades normalizadas cotidianamente. O professor Mattedi citou os processos de transformação do capitalismo a partir da colonização da cultura pela visão mercadológica e dos impactos sociopolíticos dos avanços das tecnologias da informação e comunicação. A virada cibernética promove nova transmutação de elementos como conhecimento, trabalho e vida, com o capital financeiro interessando-se pelo controle de processos, dados e simulações.

Para o professor Mattedi, é aí que a propriedade intelectual pode ser entendida como uma saída jurídica para que o capital proteja seus investimentos e garanta direitos de acumulação. Outra consequência do atual estado de coisas é a desigualdade de acesso aos recursos culturais e intelectuais, com a desvalorização de seres vivos e exaltação do processo de transformação tecnocientífico, reforçando o que ele vai chamar de digital divide, entre as populações que estão excluídas do processo tecnocientífico e as que podem dele participar. O palestrante também abordou o cenário sociopolitico e econômico da Bahia para demonstrar diferentes efeitos desse pensamento dominante, ainda em um registro colonialista. É nesse ponto em que o professor Mattedi conectou o preâmbulo ao tema da SNCT, colocando o processo de independência do Brasil em relação à metrópole portuguesa em um contínuo de exploração mantido pelo discurso da dívida eterna para com países estrangeiros, dentre outros mecanismos. Citando as recentes experiências e a expectativa do porvir, o palestrante reiterou que é possível mudar para melhor o cenário através do pensamento crítico articulado com o trabalho científico e a atuação política para tratar de questões como a fome, a segurança, a pobreza, o racismo e outras mazelas.

Ao final de sua fala, o professor Mattedi respondeu a perguntas da audiência. A palestra pode ser assistida na íntegra neste link.

As inscrições para as atividades com limites de participantes e para as atividades sem limites de participação serão feitas pelo SIG Eventos. Confira aqui a programação completa da SNCT.

Publicado em: https://ufsb.edu.br/ultimas-noticias/3866-8-cipci-e-8-snct-ufsb-tiveram-abertura-oficial-nesta-terca-feira

registrado em:
Fim do conteúdo da página