Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Reitora da UFSB recebe prêmio no Dia Internacional da Mulher

  • Publicado: Segunda, 11 de Março de 2019, 09h01
  • Última atualização em Segunda, 11 de Março de 2019, 09h01
  • Acessos: 498
imagem sem descrição.

“Dai à mulher toda glória sem temor”. Este foi um dos versos repetidos na canção de abertura da cerimônia de entrega do VI Troféu Mãe Ilza Mukalê a mulheres inspiradoras por sua atuação na sociedade sul-baiana. O evento foi realizado na última sexta, 8, Dia Internacional da Mulher, no Terreiro Matamba Tombenci Neto, em Ilhéus.

O prêmio foi concedido a dez mulheres e grupos de mulheres que se destacam na região. Dentre elas, a reitora da UFSB, professora Joana Angélica Guimarães da Luz, primeira mulher negra eleita pela comunidade acadêmica para o cargo máximo de uma universidade federal brasileira. Muito emocionada, a reitora manifestou sua gratidão a Mãe Ilza pelo troféu, dizendo que o melhor de sua trajetória profissional são momentos como esse, “de enorme honra, que me enaltecem como mulher, mulher negra e professora.”

“Este prêmio não é meu, mas de todas as companheiras de sonhos e realizações que tenho comigo na UFSB”, festejou a reitora. Agradeceu a presença de colegas de trabalho na cerimônia, afirmando que o troféu revela o reconhecimento que o trabalho desenvolvido pela UFSB já tem na região. “Significa que estamos trilhando o caminho certo e queremos contribuir muito mais com as regiões Sul e Extremo Sul da Bahia”, comemorou a professora Joana.

 

Mensagem da matriarca

Quarta geração à frente do terreiro, Mãe Ilza agradeceu à mãe, aos ancestrais, aos filhos e à comunidade pela oportunidade de estar na posição que ocupa aos 85 anos. Como mensagem às mulheres, ela destacou a importância de levantarem a cabeça. “Este Dia da Mulher é importante para mim porque há muitas outras como eu, que sofreram e estão na batalha. Sofri, fui humilhada por ser negra, pobre, separada e mãe de santo. Por isso, tenho muito orgulho de mim e da minha família.”

 

Mulheres da UFSB

Izadora Guedes, servidora do Campus Jorge Amado, também foi agraciada com o Troféu Mãe Ilza pela atuação na Banda Quente, de Ilhéus, que apresenta trabalho autoral e é composta por mulheres empoderadas: Izadora, Eloah Monteiro e Ticiana Belmonte.

Acompanhe o trabalho: https://www.facebook.com/bandaquente/

 

Trofeu mae Ilza 2

 

Integração Social

A entrega do troféu marcou a abertura da VI Semana Mãe Ilza Mukalê, cuja programação vai de 8 a 15 de março e pode ser conferida no endereço www.matambatombencineto.blogspot.com.br

O evento foi uma realização da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, com apoio da Gongombira Serviços Culturas, Rede Matamba, Dilazenze e Ateliê Awô Omi. O artista plástico soteropolitano Alessandro Teixeira foi o responsável pelo design do troféu.

 

 

Fotos: Milena Magalhães

registrado em:
Fim do conteúdo da página