Portal do Governo Brasileiro
Informativo 19 – (15/06/2016)

     
  • UFSB recebe autorização para Mestrado e Doutorado em Estado e Sociedade
  • Aprovado INCTI-Saúde em parceria ISC/UFBA
  • Iniciam os testes com serviços de telefonia baseada em IP
  • Protic informa sobre SIGAA e novos sistemas ligados a matrículas
  • Agenda
  • Documentos Oficiais Recentes

UFSB recebe autorização de funcionamento para PPG em Estado e Sociedade

A UFSB recebeu a autorização para implantação do Programa de Pós-Graduação em Estado e Sociedade (PPGES), níveis mestrado e doutorado acadêmicos. A informação foi repassada pela Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), responsável pela avaliação e autorização, no dia 10 de junho. Esse é o primeiro programa de pós-graduação stricto sensu da instituição, constituindo opção de curso de Terceiro Ciclo, e foi aprovado antes da UFSB completar dois anos do início das atividades letivas. O Centro de Formação em Ciências Humanas e Sociais (CFCHS), localizado no Campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro, sediará as atividades letivas.
A previsão é de oferta de 15 vagas para alunos no mestrado e dez vagas na turma de doutorado. Candidatos com diploma em diversas áreas profissionais poderão disputar esses espaços. 
Conforme o coordenador do PPGES, professor Carlos Caroso, a implantação deve começar em meados de julho, com a constituição do colegiado e da coordenação. O próximo passo será a definição do cronograma da primeira seleção, a ser realizada por edital público a partir de setembro deste ano. O início das aulas é previsto para 2017.

Linhas de pesquisa

O programa segue a visão institucional de ciclos de formação com modularidade progressiva. Seu foco será proporcionar o conhecimento interdisciplinar no âmbito das Ciências Humanas e das Ciências Sociais Aplicadas, priorizando novos enfoques e relações entre Direito, Administração, Economia e Ciências Sociais.
O PPGES estará voltado para duas linhas de pesquisa. Uma delas, chamada “Estado, instituições e governança”, tratará de análises sobre o Estado. A outra, intitulada “Sociedade, cultura e ambiente”, abordará as mediações entre Estado e Sociedade. Assuntos como políticas públicas, políticas sociais, participação social, novas cartografias sociais, movimentos sociais, processos de subjetivação, processos de emergência étnica e marcadores identitários estão entre os temas de interesse, dentre outros. 
A equipe inicial do PPGES conta com 18 docentes, 12 deles credenciados para ensino e orientação no nível de doutorado e seis em nível de mestrado. De acordo com o professor Caroso, desde a submissão da proposta à Capes, mais professores ingressaram na UFSB, o que permitirá a expansão do quadro docente do PPGES, mediante avaliações.
  

 

 

Aprovado INCTI-Saúde em parceria ISC/UFBA

O Instituto de Inovação, Tecnologia e Equidade em Saúde (INTEQ-Saúde), resultante da parceria UFSB-UFBA, encontra-se entre as propostas de INCTI aprovadas no âmbito do Programa INCTI, objeto da Chamada Pública MCTI/CNPQ/CAPES/FAPS nº 16/2014. O Programa INCTI sucede aos PRONEX e à iniciativa dos Institutos do Milênio; agora em sua segunda edição, tem como previsão destinar 640 milhões de reais para financiamento de redes de pesquisa em 16 áreas estratégicas.
O INTEq-Saúde tem como objetivo geral conduzir estudos interdisciplinares dos determinantes das desigualdades em saúde, particularmente fatores associados às iniquidades no acesso às tecnologias médicas e à qualidade diferencial do cuidado em saúde. Trata-se de um programa integrado de pesquisa, criação e inovação que se estrutura em quatro linhas de investigação: (1) desigualdades na Situação de Saúde segundo Condições de Vida, em especial sobre aspectos negligenciados nas pesquisas sobre o tema na realidade nacional; (2) inequidades no acesso a serviços de saúde, com ênfase no papel de políticas públicas compensatórias focalizadas em grupos vulneráveis da população; (3) desigualdades na disponibilidade de tecnologias assistenciais, preventivas, curativas e reabilitadoras a fim de subsidiar a ampliação, consolidação e requalificação do Sistema Único de Saúde; (4) determinação da Qualidade Diferencial do Cuidado, especialmente suas raízes nos processos e estrutura de formação profissional visando à requalificação do subsistema de formação de recursos humanos em Saúde. 
O modelo de pesquisa colaborativa do INTEq-Saúde tem como base o pluralismo metodológico e a inter-transdisciplinaridade, incorporando laboratórios, programas e projetos de intervenção e formação em saúde para a produção de conhecimento e intervenção capazes de contribuir para o enfrentamento e a redução de desigualdades em saúde. Suas ações pretendem subsidiar ampliação, consolidação e requalificação do Sistema Único de Saúde, ao propor inovações relacionadas à produção tecnológica, organização dos serviços e difusão do conhecimento, numa perspectiva de equidade e integração social.
O INTEq-Saúde é coordenado por Naomar de Almeida Filho, reitor pro-tempore da UFSB, e tem como vice-coordenador Sebastião Loureiro, ex-decano do Centro de Formação em Saúde da UFSB e atualmente professor emérito do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA. 
O ISC/UFBA é reconhecido por sua liderança em pesquisa na área da Saúde, abrigando o único programa da pós-graduação conceito 7 da CAPES no Norte-Nordeste. Com o INTEq-Saúde, a UFSB tem a oportunidade de implementar atividades de pesquisa, formação de recursos humanos e difusão do conhecimento científico e tecnológico mediante participação numa rede de pesquisa altamente qualificada. Participam desta rede 13 instituições públicas de ensino e pesquisa: Universidade de Brasília – UNB, Fundação Oswaldo Cruz – Diretoria Regional de Brasília – DIREB/FIOCRUZ, Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, Universidade de São Paulo – USP, Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – SCM/SP, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Universidade Federal do Amazonas – UFAM, Universidade Federal do Pará – UFPA, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – IFBAIANO. 
O orçamento submetido totaliza aproximadamente 9,9 milhões de reais, incluindo investimentos em laboratórios e instalações de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, além de bolsas e auxílios, custeio de projetos e atividades de apoio e cooperação científica. A sede do programa tem previsão de ser instalada no Núcleo Estratégico de Recursos Tecnológicos da UFSB, neste momento já em implantação no imóvel do Escritório Salvador da Ceplac, compartilhado no âmbito da cooperação técnica UFSB-Ceplac.

Iniciam os testes com serviços de telefonia baseada em IP

 
A Pró-Reitoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Protic) da UFSB iniciou os testes com o serviço de telefonia baseada em IP (internet protocol). Este serviço permite que os usuários da rede da UFSB possam realizar ligações telefônicas de qualquer dispositivo ligado à rede de comunicação (desktops, notebooks, tablets, smartphones etc.). 
 
O serviço está integrado com o projeto Fone@RNP da Rede Nacional de Pesquisa (RNP), que possibilitará que a UFSB faça parte de uma rede de telefonia IP composta por mais de 47 instituições federais espalhadas em todo o país e por várias instituições no exterior. Com isso, será possível realizar chamadas interurbanas sem custo para as cidades com instituições que façam parte da rede, inclusive para telefones fixos destas regiões. Além disso, será possível também realizar chamadas internacionais para telefones ligados à rede das instituições internacionais parceiras.
 
A Protic iniciou os testes do serviço de telefonia IP no Campus Jorge Amado. Em seguida, os mesmos testes serão realizados nos campi Sosígenes Costa e Paulo Freire, respectivamente. A liberação do serviço será realizada de forma gradual para os usuários da rede UFSB, com previsão de início de liberação a partir de meados de julho de 2016.
 

PROTIC informa sobre SIGAA e novos sistemas ligados a matrícula

Pela primeira vez, a seleção de novos alunos para a UFSB foi executada de forma totalmente integrada no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA). Todos os processos seletivos funcionaram de forma integrada no sistema, com este gerando as várias chamadas e efetuando a matrícula dos novos alunos.
 
A seleção de novos alunos para a ABI, assim como a seleção para Vagas Supranumerárias, foram executadas em novos sistemas desenvolvidos pela Protic com esta finalidade.
 
Em paralelo, está sendo iniciado o projeto piloto da implantação do módulo de Transportes do Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (SIPAC), em conjunto com o setor de transportes da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (Propa). Este projeto piloto ocorre em Teixeira de Freitas. O módulo será em breve implantado nos demais campi.
 
Além disso, o módulo de Férias do Sistema de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH) foi implantado com sucesso, em trabalho conjunto da Protic com a DGP/Propa, estando em pleno funcionamento na UFSB. Os servidores da UFSB podem agora solicitar suas férias diretamente no SIGRH.
  

AGENDA

68º Reunião Anual da SBPC 2016 – Porto Seguro

  • 18/05 a 21/06 – Prazo para matrícula online em minicursos. Informe-se neste link. 

DOCUMENTOS OFICIAIS RECENTES

Editais

 

 

Resoluções

 


UFSB Copyright 2015. UFSB - Universidade Federal do Sul da Bahia - Todos os direitos reservados. Google+