Portal do Governo Brasileiro
Bacharelado Interdisciplinar em Saúde

Sobre o BI em Saúde

O Bacharelado Interdisciplinar em Saúde é um curso de graduação de 2.730 horas cujo objetivo é oferecer formação geral humanística, científica e artística no campo da saúde, de modo interdisciplinar, promovendo o desenvolvimento de competências e habilidades que conferem autonomia para a aprendizagem interprofissional e uma inserção mais abrangente no mundo do trabalho.

Também tem como objetivo possibilitar ao estudante a aquisição de competências e habilidades gerais e específicas para o aprendizado de fundamentos conceituais e metodológicos para uma posterior formação profissional e/ou ingresso em curso de pós-graduação.

O profissional formado no BI-Saúde deve estar apto a aprender continuamente, analisar criticamente e compreender limites e impactos do conhecimento científico e suas tecnologias no campo da saúde, hábil tecnicamente, sem prescindir dos requisitos humanísticos, éticos e solidários para o trabalho e a vida em sociedade.

Ao compreender e aplicar, durante a formação universitária, conhecimentos sobre questões socioculturais em interação com o campo da saúde, em perspectiva interdisciplinar, o estudante adquire uma prática social mais rica e efetiva, capaz de promover mudanças sustentáveis nas condições de vida da comunidade.

Considera-se as seguintes competências prioritárias à formação:
a) Compreender/conhecer a complexidade da realidade;
b) Compreender/conhecer as bases bioecológicas e socioculturais dos processos vitais normais e patológicos (saúde-enfermidade-cuidado);
c) Atuar em prol da transformação da realidade por meio de práticas interdisciplinares em equipe interprofissional;
d) Agir com autonomia e auto-organização, comprometendo-se com a educação permanente;
e) Desenvolver proficiência em língua portuguesa e em línguas estrangeiras e demonstrar capacidade de comunicação, escuta ativa e empatia;
f) Empregar com eficiência recursos tecnológicos de informação e conectividade em processos de ensino-aprendizagem e práticas de seu campo de atuação;
g) Compreender a Linguagem Matemática e o Raciocínio Computacional e aplicá-los à simulação e análise da realidade;
h) Conduzir-se de acordo com preceitos éticos e deontológicos.

Vimos que a proposta pedagógica dos BI baseia-se em três eixos estruturantes: mobilização para o conhecimento mediante Compromisso de Aprendizagem Significativa; cooperação intersubjetiva, participando de um Sistema Integrado de Aprendizagem Compartilhada; e construção com base na prática, por meio da Aprendizagem Orientada por Problemas Concretos. No caso do BI-Saúde, assume-se um quarto eixo orientador: Educação baseada na comunidade e orientada pela Atenção Primária à Saúde (APS).

Da Formação Geral, que totalizou 930 horas, três CCs são optativos para a FG mas obrigatórios para o BI-Saúde (Grande Área e todas as AC), somando 180h ou 12 créditos, e precisarão ser cursados pelos estudantes da ABI: 1) Campo da Saúde: Saberes e Práticas (60h); Oficina de Textos Acadêmicos e Técnicos em Saúde (60h); e Perspectivas Matemáticas e Computacionais em Saúde (60h).

Entretanto, os CCs relacionados ao eixo de Formação Específica terão, de fato, lugar nos segundo e terceiro anos do BI. Nessa Etapa, o estudante tem duas opções: a) ingresso em uma Área de Concentração (AC); b) permanência na Grande Área, que assegura formação interdisciplinar no campo da Saúde. Esta etapa conta com carga horária total mínima de 1.800 horas ou 120 créditos.

Grande Área

Visando garantir uma visão ampla dentro da Grande Área de Saúde, todo estudante do BI em Saúde, independente se ingressante em uma Área de Concentração (AC) ou na Grande Área, deverá cursar o Núcleo Comum da Formação Específica em Saúde (NCFE), que totaliza 870 horas, sendo 570 horas de CCs teóricos e 300 horas de atividade prática.

Esse NCFE é composto por:
1. Oito CCs teóricos que objetivam desenvolver a compreensão da complexidade da realidade e das bases bioecológicas e socioculturais dos processos vitais normais e patológicos de saúde-enfermidade-cuidado: o Seis (6) CCs Obrigatórios: Epidemiologia e Análise da Situação de Saúde (60h); Introdução à Pesquisa em Saúde (30h); Oficinas de Cuidados em Saúde Baseados em Evidências (30h); Sustentabilidade, Saúde e Qualidade de Vida (60h); Políticas e Serviços de Saúde no Brasil (60h); Bases Bioecológicas da Saúde (30h); e o Dois (2) CCs de Escolha Restrita: Racionalidades Médicas e Sistemas Terapêuticos (60h) ou Culturas, Saberes Tradicionais e Práticas de Saúde (60h); Subjetividade, Cuidado e Saúde (60h) ou Relação Sujeito-Profissional de Saúde (60h).
2. Dois (2) CCs Oficina de Textos em Língua Inglesa (60h cada) e dois CCs de Textos Acadêmicos e Técnicos em Saúde (30h cada), capacitando o estudante para a comunicação técnica e científica;
3. Cinco (5) CCs de Práticas Integradas em Saúde (60h cada), que serão oferecidas de forma transversal, do quinto ao nono quadrimestres de formação, a serem realizados em comunidade e no Sistema Único de Saúde, organizando-se de forma articulada com os demais CCs.

O CC Práticas Integradas em Saúde: Análise de Situação e Territorialização marca o ingresso do estudante nas Equipes de Aprendizagem Ativa (EAA) no 5o quadrimestre-letivo, iniciando o processo de conhecer e analisar a complexidade da realidade local por meio da coleta e análise de informações acerca da saúde da comunidade e nos serviços de saúde.

Se permanecer na Grande Área, o estudante deverá cumprir, ainda, 630 horas em CCs Optativos do BI em Saúde, enquanto outras 300 horas serão destinadas a CCs Livres (oferecidos por qualquer curso da UFSB ou por outras instituições, mediante convênios e mobilidade acadêmica), podendo, ainda, aproveitar 180 horas como Atividades Complementares.

Áreas de Concentração

Para facilitar a preparação dos que pretendem tomar o BI em Saúde como requisito para formação profissional no segundo ciclo, o PPC detalha, inicialmente, duas Áreas de Concentração (AC): 1) Estudos em Saúde-Enfermidade-Cuidado (ESEC); e 2) Estudos em Saúde Coletiva (ESC).

A primeira AC é preferencial para progressão aos cursos de Enfermagem e Medicina; a segunda, ao curso de Saúde Coletiva. Outras ACs poderão ser oportunamente agregadas à oferta do BI-Saúde, a depender de novas propostas e/ou composição de ofertas curriculares combinando elementos de ACs e cursos de formação profissional.

A escolha de uma AC pode acontecer no início da etapa equivalente ao Módulo de Formação Específica do Bacharelado Interdisciplinar (quarto quadrimestre); ou a posteriori, proposta pelo estudante, validada pelo orientador e aprovada pelo Colegiado de Curso.

Os CCs Optativos estão organizados em Unidades Curriculares (UC) do tipo Blocos Temáticos, que devem servir de base à construção de diferentes trajetórias acadêmicas. Essas UC, não por acaso, organizam os principais conhecimentos e competências interprofissionais da saúde a serem desenvolvidas pelo estudante, a depender do percurso a ser construído. Combinadas de diferentes maneiras e ênfases, corresponderão a diferentes Áreas de Concentração (AC).

  • AC em Estudos em Saúde, Enfermidade e Cuidado (SEC)

Essa modalidade de formação orienta o estudante para os cursos de segundo ciclo em Medicina e Enfermagem. Assim como na Grande Área, o estudante da SEC deve cursar a Formação Geral (FG) e o Núcleo Comum da Formação Específica em Saúde (NCFE). No entanto, há um direcionamento dos CCs optativos, que constituem parte das outras 930 horas que completam a Formação Específica. Na SEC, 360 horas de CCs Optativos devem ser cursadas na Unidade Curricular A (Bases Bioecológicas da Saúde) e 300 horas na Unidade Curricular C (Integração de Competências Técnicas em Semiologia/Propedêutica).

UC A – Bases Bioecológicas da Saúde

Refere-se ao estudo da estrutura molecular e celular dos seres vivos, de sua organização em tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos, respostas imunopatológicas aos agentes agressores de natureza biológica, física e química, reação a parasitas e vetores com seus hospedeiros e aspectos ambientais e ecológicos. Além do estudo dos principais agentes microbiológicos, nesse bloco introduzem-se o estudo dos principais problemas de patologia humana.

Componentes Curriculares:
1. Bases Bioquímicas e Metabólicas da Vida (60h);
2. Bases Morfofuncionais da Vida (60h);
3. Biologia Geral (60h); **
4. Biologia Celular (60h); **
5. Biologia Molecular (60h);**
6. Ecologia de Microrganismos: Virulência e Patogenicidade (60h); **
7. Genética Básica (60h); **
8. Mecanismos Fisiológicos (60h);
9. Neurociências e Comportamento (60h);
10. Biofísica (30h); **
11. Princípios de Farmacologia e Toxicologia (60h);
12. Princípios de Patologia (60h);
13. Vulnerabilidade e Imunologia (60h).

UC C – Integração de Competências Técnicas em Semiologia

Orienta-se fundamentalmente para a introdução à Clínica, campo de saber e prática definidor das formações (e profissões) em saúde e, assim como naqueles cursos de segundo Ciclo, aqui organizado por Ciclos de Vida: gestação, infância, adolescência, idade adulta e velhice.

Componentes Curriculares:
1. Semiologia/Propedêutica clínica geral (60h);
2. Semiologia/Propedêutica em saúde na gestação(60h);
3. Semiologia/Propedêutica em saúde na infância e na adolescência (60h);
4. Semiologia/Propedêutica em saúde na idade adulta (60h);
5. Semiologia/Propedêutica em saúde na velhice (60h).

** CCs compartilhados com o Bacharelado Interdisciplinar em Ciências.

Outras 300 horas em CCs livres, que podem pertencer às Unidades Curriculares do BI Saúde, a outros cursos da UFSB ou outras instituições. Até 180 horas de CCs Livres poderão ser substituídas por Atividades Complementares validadas pelo Colegiado de Curso do BI-Saúde.

  • Formação na Área de Concentração Estudos em Saúde Coletiva (ESC)

Nessa modalidade de formação, orienta o estudante para o curso de segundo ciclo em Saúde Coletiva. O estudante da ESC deve cursar a Formação Geral (FG) e o Núcleo Comum da Formação Específica em Saúde (NCFE). No entanto, há um direcionamento dos CCs Optativos, que constituem parte das outras 930 horas do eixo de formação específica. Na ESC, 360 horas de CCs Optativos devem ser cursadas nas Unidades Curriculares A (Bases Bioecológicas da Saúde) e/ou B (Bases Psicossocioculturais da Saúde) e 300 horas na Unidade Curricular D (Integração de Competências Técnicas em Promoção da Saúde).

UC A – Bases Bioecológicas da Saúde

Refere-se ao estudo da estrutura molecular e celular dos seres vivos, de sua organização em tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos, respostas imunopatológicas aos agentes agressores de natureza biológica, física e química, reação a parasitas e vetores com seus hospedeiros e aspectos ambientais e ecológicos. Além do estudo dos principais agentes microbiológicos, nesse bloco introduzem-se o estudo dos principais problemas de patologia humana.

Componentes Curriculares:
1. Bases Bioquímicas e Metabólicas da Vida (60h);
2. Bases Morfofuncionais da Vida (60h);
3. Biologia Geral (60h); **
4. Biologia Celular (60h); **
5. Biologia Molecular (60h); **
6. Ecologia de Microrganismos: Virulência e Patogenicidade (60h); **
7. Genética Básica (60h); **
8. Mecanismos Fisiológicos (60h);
9. Neurociências e Comportamento (60h);
10. Biofísica (30h); **
11. Princípios de Farmacologia e Toxicologia (60h);
12. Princípios de Patologia (60h);
13. Vulnerabilidade e Imunologia (60h).


UC B – Bases Psicossocioculturais da Saúde

Aborda a diversidade de ações e práticas sociais de cuidado à saúde individual e coletiva, temas referentes à subjetividade e ao comportamento humano e suas correlações com a Saúde, desenvolvimento sustentável e saúde ambiental, inclusão social, violência e saúde, num contexto de busca de maior qualidade de vida. UItilizar-se-á da perspectiva históricoestrutural para a articulação interdisciplinar dos diversos CCs.

Componentes Curriculares:
1. Acessibilidade, Inclusão e Saúde (30h);
2. Bases Psíquicas e Culturais da Morte, Perda e Luto (30h);
3. Bases Psíquicas, Sociais e Culturais da Saúde (30h);
4. Biodireito (60h); ##
5. Bioética (60h); ##
6. Cidadania e novos direitos (60h);##
7. Corporeidade, subjetividade e contemporaneidade (60h); ##
8. Crenças, Religiões, Espiritualidade e Saúde (30h);
9. Culturas, Saberes Tradicionais e Práticas de Saúde (60h);## ++
10. Desenvolvimento Humano e Ciclo Vital (60h);
11. Fundamentos de Psicologia (60h) ;##
12. Gênero, Sexualidades e Saúde (30h);
13. Gestão Pública e Social (60h);##
14. Modelos de Saúde-Enfermidade-Cuidado (30h);
15. Racionalidades Médicas e Sistemas Terapêuticos (60h);++
16. Relação Sujeito-Profissional de Saúde (60h);++
17. Subjetividade, Cuidado e Saúde (60h);++
18. Temas Contemporâneos sobre Diversidade Sexual (60h);##
19. Tópicos Especiais em Psicologia e Psicanálise (60h) ; ##
20. Trabalho e Saúde (60h).
UC D – Integração de Competências Técnicas em Promoção e Vigilância em Saúde

Unidade integradora de conhecimentos aprendidos pela aplicação do enfoque epidemiológico e das ciências sociais em saúde nas áreas de Análise de Situação de Saúde, Vigilância e Promoção da Saúde

Componentes Curriculares:

1. Aplicações Matemáticas e Computacionais em Saúde (60h);
2. Direito e Ecocomplexidade (60h); ##
3. Economia, Tecnologia e Inovação em Saúde (60h);
4. Comunicação em Saúde (60h);
5. Estatística Básica (60h); **
6. Estatística Multivariada (60h);**
7. Planejamento e Gestão em Saúde (60h);
8. Promoção da Saúde (60h);
9. Questões Socioambientais Contemporâneas (60h);##
10. Saúde da Família e da Comunidade (60h);
11. Território, Políticas Públicas e Participação (60h);##
12.Tópicos Especiais em Promoção da Saúde (30h);
13.Tópicos Especiais em Vigilância em Saúde (30h);
14. Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses (60h);
15. Vigilância Epidemiológica e Controle de Agravos (60h);
16. Vigilância Sanitária e Controle de Determinantes (60h).

Legenda:
** -> CCs compartilhados com o Bacharelado Interdisciplinar em Ciências.
## -> CCs compartilhados com o Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades.
++ -> CCs que podem ser cursados como parte do NCFE ou como Optativos.

Outras 300 horas devem ser cursadas em CCs livres, que podem pertencer às Unidades Curriculares do BI Saúde, a outros cursos da UFSB ou outras instituições. Até 180 horas de CCs Livres poderão ser substituídas por Atividades Complementares validadas pelo Colegiado de Curso do BI-Saúde.

Oferta 2015/3

Em 2014/3, foram oferecidas 90 vagas para acesso direto e, em 2015/3, em novo Edital, serão oferecidas outras 90 vagas para os estudantes da ABI, totalizando 180 vagas, sendo 30 novas vagas para cada campus universitário. O estudante que escolheu o BI em Saúde está convidado a construir o seu percurso nesse próximo quadrimestre-letivo a partir da seguinte oferta:

1. Oficina de Textos em Língua Inglesa Aplicados à Saúde – OTLI-S (60h)
2. Bases Bioquímicas da Vida (60h)
3. Cidadania e Novos Direitos (60h)
4. Bases Bioecológicas da Saúde (30h)
5. Gênero, Sexualidades e Saúde (30h)
6.Introdução à Pesquisa em Saúde (30h)
7. Epidemiologia e Análise de situação de saúde (60h)
8. Biologia Geral (60h)
9. Campo da Saúde: Saberes e Práticas (60h)

Desses nove CCs do eixo de formação específica que serão oferecidos neste 4o quadrimestre, cinco compõem o NCFE e são obrigatórios para a Grande Área e para quem ingressar em qualquer uma das Áreas de Concentração: os CCs Oficina de Textos em Língua Inglesa aplicados à Saúde(60h), Bases Bioecológicas da Saúde (30h), Introdução à Pesquisa em Saúde (30h), Epidemiologia e Análise de situação de saúde (60h) e Campo da Saúde: Saberes e Práticas (60h), sendo que este já foi, obrigatoriamente, cursado pelos estudantes que ingressaram diretamente no BI em Saúde, embora possam não tê-lo sido ainda pelos estudantes da ABI.

Entretanto:

• Bases Bioquímicas da Vida (60h) – que estudará o metabolismo das biomoléculas, as bases bioquímicas dos processos metabólicos e as diversas reações enzimáticas utilizadas in vitro para fins de pesquisas e aplicações biotecnológicas em saúde, pretende estimular o conhecimento crítico, básico mas abrangente em bioquímica e das relações entre os conhecimentos construídos e os fenômenos cíclicos da vida – é CC do Bloco A, portanto Optativo para quem ingressar na Grande Área ou em qualquer uma das AC;

• Biologia Geral (60h) – que estudará a origem e evolução da vida; a importância da entropia na manutenção da vida; as estruturas e o metabolismo de células; o papel do RNA e do DNA para o armazenamento de informações e a síntese de moléculas; a importância do aumento da complexidade da estrutura e do metabolismo celular para a diversificação de formas de vida; os conceitos de espécie e as teorias pré e pós-darwinianas – é CC do Bloco A, portanto Optativo para a Grande Área e para qualquer uma das ACs, mas concorre, no mesmo horário, com o CC Epidemiologia e Análise de situação de saúde (60h), que é Obrigatório;

• Cidadania e Novos Direitos (60h) – que, a partir do conceito de cidadania, estudará o direito como processo social, construído em meio a lutas e confrontos; a participação cidadã e movimentos sociais como forças criadoras de novos direitos, os direitos coletivos e difusos; e o acesso à justiça como uma condição da democracia – é CC do Bloco B, portanto Optativo para a Grande Área e para quem ingressar na AC Estudos em Saúde Coletiva;

• Gênero, Sexualidades e Saúde (30h) – que estudará como as relações de gênero e as vivências de sexualidade se associam à saúde, enfermidade e cuidado, desenvolvendo a sensibilização para a atenção integral, equidade e garantia de direitos sexuais e reprodutivos de grupos vulneráveis – é CC do Bloco B, portanto Optativo para a Grande Área e para quem ingressar na AC Estudos em Saúde Coletiva. Para completar a carga horária, o estudante pode, ainda, cursar como CC Livre um ou mais CCs oferecidos por qualquer outro curso. Por fim, quanto à gestão acadêmica do BI em Saúde, em caso de alguma dúvida ou queixa, os estudantes devem acionar seu Colegiado de Curso, órgão que tem por finalidade planejar, coordenar e supervisionar as atividades de ensino-aprendizagem de acordo com o Projeto Pedagógico do Curso (PPC),

 


UFSB Copyright 2015. UFSB - Universidade Federal do Sul da Bahia - Todos os direitos reservados. Google+