mesa resex corumbau 2

Evento na UFSB debateu gestão do conhecimento em comunidades pesqueiras do Sul da Bahia

14 de novembro de 2017   //   Por:   //   Notícia, Notícia - Campus Sosígenes Costa

A gestão do território e dos recursos naturais foi o tema do Encontro Pescando Saberes na RESEX Corumbau, realizado durante os dias 9, 10 e 11 de novembro na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro. O evento reuniu cerca de 60 pessoas, dentre elas 25 extrativistas e pesquisadores de variadas instituições (UFSB, UFRJ, UEFS, UFPR, USP, UESC), servidores do ICMBio e bolsistas do GEF Mar, estudantes da UFSB, membros de organizações não-governamentais e do Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais (MPP). As discussões geradas no evento seguiram no sentido do reconhecimento e valorização dos saberes tradicionais para a gestão da Unidade e melhoria de vida das populações que dela dependem.

A RESEX Corumbau é uma Unidade de Conservação de uso sustentável, formada por nove comunidades tradicionais pesqueiras (Cumuruxatiba, Imbassuaba/Barra do Cahy, Veleiro, Corumbau, Bugigão, Barra Velha, Xandó, Caraíva/Nova Caraíva e Curuípe) localizadas no extremo sul da Bahia. O objetivo da unidade é garantir o modo de vida tradicional destas populações pesqueiras, suas culturas e a sustentabilidade dos recursos extraídos.

O evento foi uma iniciativa da RESEX Corumbau assessorada pela sua Câmara Temática de Pesquisa, da qual participam beneficiários(as) da RESEX e membros de instituições colaboradoras. Dentre os apoiadores estão o GEF Mar, ICMBio, UFSB, extrativistas, Instituto Baleia Jubarte, Instituto Coral Vivo, CEPENE, Conservação Internacional, Humana Brasil e cientistas de diferentes instituições de ensino e pesquisa, entre outros. O objetivo principal era promover a aproximação e interação entre os saberes tradicionais das comunidades extrativistas e os saberes científicos, para contribuir na construção da gestão do conhecimento na Unidade.

Segundo Karina Lopes Ramos, bolsista GEF Mar/ICMBio e membro da equipe organizadora do encontro, o evento gerou encaminhamentos para o futuro programa de geração e disseminação do conhecimento na RESEX Corumbau, para questões referentes à gestão territorial comunitária e para a gestão pesqueira. Adicionalmente, as demandas de pesquisa levantadas pelos extrativistas e apresentadas no Encontro serão encaminhadas a instituições de ensino e pesquisa da região. Atualmente o Plano de Utilização da RESEX Corumbau encontra-se em fase de revisão, momento oportuno para considerar e registrar as demandas locais.

O evento também contou com a participação da facilitadora gráfica Isabela Deiss, que expôs seus desenhos elaborados durante as reuniões, retratando de maneira artística as falas “capturadas” durante o Encontro.

Ao final do evento, os beneficiários(as) da RESEX construíram cartas com reivindicações das comunidades extrativistas para entrega às autoridades competentes. O Encontro Pescando Saberes foi o primeiro evento realizado pela RESEX Corumbau com essa temática.

 

Francisco Souto (UEFS), Rodrigo Moura (UFRJ) e Raimundo Cardoso (extrativista da RESEX Corumbau)

Na mesa do Encontro, extrativistas e pesquisadores Francisco Souto (UEFS), Rodrigo Moura (UFRJ) e Raimundo Cardoso (extrativista da RESEX Corumbau)

 

 

Com informações e imagens por Fabiana Cézar Félix Hackradt e Karina Ramos