195A3688

Evento nacional sobre a obra de Karl Marx atrai público acima da expectativa

5 de outubro de 2017   //   Por:   //   Notícia
A abertura do I Colóquio O Homem e seu Entorno: Marx no Século XXI, ocorrida na quarta-feira (4/10), atraiu professores e estudantes interessados em saber mais sobre a obra e o pensamento de Karl Marx. O auditório Jorge Amado, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), se revelou exíguo para acomodar o público  presente para a conferência, dedicada à atualidade dos temas e das análises do pensador alemão sobre o capitalismo em tempos de crises. 
 
A busca pelas atividades dessa primeira edição do evento surpreendeu positivamente, afirmou a integrante da comissão organizadora do Colóquio, professora Francismary Alves da Silva (UFSB). “Consideramos a procura alta, posto que a temática é bastante restrita. Ultrapassou em muito nossas expectativas e estamos muito felizes por isso. Entendemos como um sucesso total”, avaliou. O evento teve mais de 350 inscritos. A comissão organizadora chegou a estender o prazo para inscrições presenciais, inicialmente previstas para encerrar na quarta-feira, devido ao interesse. Francismary explica que a inscrição é requerida para fins de certificação. O acesso às atividades é livre, independente de inscrição.
 
Antes da conferência, a mesa de honra foi composta pelo coordenador do evento, professor Guilherme Fôscolo de Moura Gomes (UFSB), pela vice-reitora no exercício do cargo de reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Joana Angélica Guimarães da Luz, pelo pró-reitor de Extensão da UESC, professor Alessandro Fernandes de Santana, representando na ocasião a reitora da UESC, professora Adélia Maria Carvalho de Melo Pinheiro, e o conferencista, professor Jorge Grespan (USP).
 
195A3701

A vice-reitora em exercício no cargo de reitora da UFSB, professora Joana Angélica Guimarães da Luz, destacou a parceria com a UESC

 
As falas iniciais celebraram as parcerias entre as duas universidades para projetos e eventos, e também analisaram o momento atual da sociedade brasileira. O pró-reitor da UESC mencionou que teve a felicidade de presenciar a redemocratização e a infelicidade de ver pessoas pedindo a volta da ditadura militar. O professor Alessandro comentou que as universidades apoiam o avanço da região, que vbusca se reerguer após a crise do cacau. A professora Joana, por seu turno, destacou o contentamento com o interesse do público pelo assunto e a cooperação entre UFSB e UESC para ajudar a desenvolver o território em bases mais sólidas, sustentáveis e justas. “As duas universidades podem fazer grandes projetos juntos. Isso é algo essencial para fazer a diferença na região”, pontuou a reitora em exercício. 
 
Em seguida, o professor Jorge Grespan (USP) abriu a conferência “A atualidade de O Capital no século XXI”, expondo brevemente a trajetória intelectual de Karl Marx e da escrita da sua principal obra, publicada há 150 anos. Segundo o conferencista, ao se dedicar a entender o sistema capitalista em suas contradições, cujos resultados se pode notar nos exemplos de desigualdade social e econômica, Marx empreendeu uma caminhada que englobou diversas áreas do saber, como o Direito, a Economia e a Filosofia, e devolveu a esses campos do conhecimento propostas teóricas até hoje discutidas e consultadas. A partir de conceitos postulados por Marx n’O Capital, o professor Grespan falou sobre o processo de aceleração como fenômeno geral (aceleração dos ritmos produtivos, da velocidade da informação, da movimentação de valores), o deslocamento e a geração de crises econômicas e mudanças sociais no tempo e no espaço, o funcionamento dos mercados e as diferentes formas do capital. Essas contribuições para o entendimento da sociedade capitalista, apontou Grespan, precisam ser apreendidas no todo: O Capital é composto por quatro livros, mas muitos leem apenas o primeiro, que trata do processo de produção do capital.
Na avaliação do cenário atual a partir do trabalho de Marx, as crises são momentos propícios para importantes mudanças sociais.
 
195A3707

O professor Jorge Grespan (USP) falou sobre a relevância da obra de Marx para entender o momento atual do capitalismo

  

Agenda

O evento tem continuidade na quinta e na sexta-feira, com mesas-redondas e minicursos, além de apresentação de trabalhos. A conferência de encerramento será proferida pelo reitor da UFRJ, professor Roberto Leher, às 19h, no auditório Jorge Amado, na UESC.

O I Colóquio – O Homem e seu Entorno: Marx no Século XXI é um evento organizado pelo Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Campus Jorge Amado, e pelo Departamento de Filosofia e Ciências Humanas (DFCH) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), e conta com o apoio do CNPq.

 

I COLÓQUIO – O HOMEM E SEU ENTORNO