convite ARI-2

Assessoria de Relações Internacionais divulga série de colóquios sobre convênios de mobilidade estudantil

28 de setembro de 2017   //   Por:   //   Informativo

O estímulo à mobilidade estudantil, tanto no âmbito nacional quanto internacional, é um fator de grande importância no projeto de uma instituição internacionalizada como a UFSB. Nesse sentido, justifica-se a promoção, pela Assessoria de Relações Internacionais, dos Colóquios com a ARI, que se constituirá de vários momentos em que os estudantes da UFSB, interessados em obter informações mais precisas sobre os acordos devidamente regulares e publicados no Diário Oficial da União, possam conversar com os seus respectivos coordenadores.

A universidade possui uma Assessoria de Relações Internacionais (ARI), que é um órgão executivo vinculado diretamente a reitoria. Atualmente, a ARI apresenta um total de onze acordos internacionais já firmados e publicados no DOU com as seguintes instituições: 1. Universidade de Valência, Espanha; 2. Université du Québec à Trois-Riviéres, Canadá; 3. Universidade de Coimbra, Portugal; 4. Universidade de Lisboa, Lisboa; 5. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa; 6. Universidade Popular dos Movimentos Sociais, Portugual ; 7. Universidade de Valparaíso (Centro Interdisciplinar de Neurociências de Valparaíso), Chile; 8. Jardim Botânico de Nova Iorque, Estados Unidos; 9. Universidade Edinburgh Napier, Escócia; 10. Oxford University Museum of Natural History, Inglaterra e 11. Centro Agronômico Tropical de Pesquisa e Ensino/CATIE, Brasil.

Além dos acordos já oficializados, está em andamento a implantação do Projeto de Mobilidade Paulo Freire, que se assemelha ao ERASMUS da Europa. O que o difere do projeto europeu são os países parceiros: Argentina, Uruguai, Colômbia, Portugal e Espanha. O projeto tem foco nos alunos das licenciaturas e nos professores da educação básica que pertencem ao Complexo Integrado de Educação Integral. Fortalecer a integração cultural entre os povos desses países é de extrema importância, pois é por meio dela que se busca o desenvolvimento social e educativo e o enfrentamento de problemas comuns em suas realidades.

O fluxo constante de pessoas, favorecido pela mobilidade acadêmica, permite que a comunicação com o outro facilita a compreensão de sua cultura, de sua língua, vivências, crenças e, consequentemente, um aprendizado mais rico, satisfatório, pleno, além do respeito mútuo a essas diferenças que os une e, dessa forma, contribuindo para a internacionalização da nossa universidade.

Aspectos Metodológicos dos colóquios: Ao iniciar os trabalhos, um representante da Assessoria de Relações Internacionais irá apresentar o professor e/ou a equipe responsável pelo acordo, além de um currículo resumido, será destaque na apresentação o papel do professor e/ou equipe na implementação do acordo com a Universidade Federal do Sul da Bahia. Após as devidas apresentações, o professor e/ou equipe irá apresentar aos participantes, informações essenciais sobre o acordo, tais como:

  1. Nome do acordo e/ou universidade (s) parceira (s);
  2. Histórico do acordo (motivação para implementação na UFSB);
  3. A data da assinatura e o respectivo período de vigência;
  4. Especificar os objetos;
  5. A clientela-alvo (características e curso);
  6. Critérios para participação da seleção;
  7. Pontuar, se possível, características culturais dos países a serem visitados e outros temas que considere relevantes.

 

Trata-se aqui de uma sugestão de roteiro, a depender do acordo alguns temas devam ser suprimidos e outros possam ser acrescentados.

O próximo colóquio está marcado para acontecer no dia 26 de outubro, às 17h30, com transmissão nas salas 6 (CJA), 8 (CPF) e Mata Medonha (CSC). Os temas serão os acordos firmados entre a UFSB e o Jardim Botânico de Nova York (EUA), o Centro Agronômico Tropical de Pesquisa e Ensino (CATIE – Costa Rica) e a Oxford University Museum of Natural History (Inglaterra). A mediação será feita pelos professores Daniel Piotto e Fabrício de Carvalho.

O colóquio seguinte está previsto para 16 de novembro, com a visita da pesquisadora Karen Diele, da Edinburgh Napier University, ao campus Paulo Freire, em Teixeira de Freitas. A cientista visitante e o professor Anders Jensen Schmidt (UFSB) vão abordar questões relacionadas ao acordo internacional com a Edinburgh Napier University (Escócia), proferir uma palestra sobre a Rede de Monitoramento de Andadas Reprodutivas de Caranguejos (REMAR) e lançar o aplicativo de monitoramento participativo “REMAR Cidadão”.

convite ARI-2

Texto por Rosângela Cidreira/ARI UFSB