Porto Seguro

Visita de professores de Princeton abre diálogo sobre cooperação

27 de julho de 2017   //   Por:   //   Notícia

Princeton é uma das mais conceituadas universidades dos Estados Unidos e uma de suas escolas é a Escola Woodrow Wilson de Políticas Públicas e Internacionais, à qual um dos visitantes, o professor João Guilherme Biehl, está associado. O professor Pedro Meira Monteiro, por sua vez, dirige o Departamento de Espanhol e Português e integra o Programa de Estudos Latino-americanos. A professora Andréa de Castro Melloni ensina a língua portuguesa em cursos básicos e intermediários voltados a falantes de espanhol e estudantes de pós-graduação, além de ter coordenado o Summer Study Abroad de Princeton em Lisboa.

Os três professores da Universidade de Princeton que visitarão a Universidade Federal do Sul da Bahia em agosto atuam em diferentes departamentos da instituição norte-americana. Isso permite esperar várias informações sobre linhas de cooperação com uma das instituições da renomada Ivy League e a quarta universidade mais antiga dos Estados Unidos, fundada em 1746. O fato de serem pesquisadores e docentes brasileiros atuantes em uma universidade estrangeira também serve como incentivo a propostas de colaboração. A visita configura-se em um primeiro contato, com potencial de iniciar frentes de colaboração entre as universidades.

A comunidade acadêmica poderá saber mais sobre Princeton e a viabilidade de propostas de cooperação ao longo da visita. Confira a programação atualizada da visita:

Terça-feira, 1º agosto

  • 15:00 – 16:00 Visita ao futuro Campus Jorge Amado na Ceplac (hosts: Decanos Robson Magalhães e Daniel Piotto)

  • 16:30 – 17:30 Visita à Reitoria no Campus Jorge Amado (CJA) em Ferradas

    • Recepção pelos dirigentes do campus
    • Plano Orientador da UFSB (Joana Guimarães)
    • Atualizações do Projeto da USFB (Naomar Almeida Filho)
  • 17:30 – 21:00 Visita ao Instituto de Humanidades, Artes e Ciências do CJA
    • Programas e projetos do IHAC/CJA (Decana Ita Oliveira)
    • Roda de conversa com gestores, docentes e estudantes da UFSB
  • 21:00 – 22:30 Jantar no Restaurante do Hotel Palace

 

Quarta-feira, 2 de agosto

  • 08:00 – 10:00 – Apresentações e esclarecimentos:
    • Modelo UFSB de Formação Inicial de Professores (Daniel Puig)
    • Projeto Paulo Freire de Mobilidade Internacional (Fabiana Lima)
  • 10:00 – 12:00 – Contribuição dos Visitantes da Princeton University ao Seminário de Formação Docente da UFSB. 
    • Palestras:
      • Pedro Monteiro: O Brasil de lá: cultura, ensino e deslocamento num contexto internacional
      • João Biehl: A Saúde e as Humanidades: Conectando Pesquisa-Ensino-Ação Comunitária e Repensando Ética, Política e Trajetórias de Vida – Atividade metapresencial emitida para os outros campi
  • 12:30 – 14:00 – Almoço
  • 14:00 – 17:00 – Apresentação dos docentes da UFSB interessados na cooperação com Princeton University. Discussão livre sobre propostas e possibilidades Atividade metapresencial emitida para os outros campi
  • 17:30 – 18:30 – Viagem para Coaraci
  • 18:30 – 20:30 – Visita ao Colégio Universitário de Coaraci (host: Gilmara Oliveira)
    • Roda de conversa com gestores, docentes e estudantes – Atividade metapresencial emitida para os outros campi
  • 20:30 – 21:30 – Retorno a Itabuna – Jantar livre

 

Quinta-feira, 3 de agosto

  • 07:30 – 8:30 – Deslocamento para Arataca
  • 08:30-09:30 – Visita ao Assentamento Terra à Vista do MST
    • Apresentação do Projeto Teia dos Povos (Conselheiro Joelson Ferreira)
  • 09:30 – 11:30 – Deslocamento para Porto Seguro
  • 11:30 – 13:00 – Visita ao Campus Sosígenes Costa (CSC)
    • Recepção pelos dirigentes do campus
    • Apresentação de programas e projetos do IHAC/CSC (Decano Marcos Bernardes)
  • 13:00 – 14:00 – Almoço em Porto Seguro
  • 13:30 – 14:00 – Visita ao Centro Histórico de Porto Seguro (Patrimônio do Século XVI-XVII) (hosts: Decanos Alemar Rena e Christiane Rochebois)
  • 14:00 – 17:30 – Visita à Aldeia da Jaqueira (host: Carlos Caroso e May Waddington)
    • Roda de conversa com lideranças e estudantes Pataxó
  • 17:30 – 18:30 – Deslocamento para Santa Cruz Cabrália
  • 18:30 – 20:30 – Visita ao Colégio Universitário de Santa Cruz Cabrália
    • Roda de conversa com gestores, docentes e estudantes – Atividade metapresencial emitida para os outros campi
  • 21:00 – 22:30 – Jantar no Arraial da Ajuda

 

Sexta-feira, 4 de agosto

  • 09:00 – 11:00 – Visita ao Complexo Integrado de Educação e Colégio Universitário de Porto Seguro (hosts: Danúsia Lago / Caetano Sacramento)
    • Roda de conversa com gestores, docentes e estudantes – atividade metapresencial emitida para os outros campi
  • 11:00 – 12:30 – Encerramento da visita:
    • Esclarecimentos
    • Propostas de articulação
    • Perspectivas futuras

 

Currículos dos Visitantes

João Guilherme Biehl é professor de Antropologia na Universidade de Princeton, onde está associado à Escola Woodrow Wilson de Políticas Públicas e Internacionais e é co-diretor do Programa em Saúde Global. Os principais interesses de pesquisa e ensino de Biehl se centram em antropologia médica, estudos sociais de ciência e tecnologia, religião e sociedade, saúde global, subjetividade e poder, etnografia e teoria crítica (com enfoque regional na América Latina e no Brasil). Biehl é autor dos livros Vita: Life in a Zone of Social Abandonment e Will to Live: AIDS Therapies e Politics of Survival. Ele também é o co-editor das coletâneas Unfinished: The Anthropology of Becoming, When People Come  First: Critical Studies in Global Health, e Subjectivity: Ethnographic Investigations. Biehl coordena a série de livros Critical Global Health na Duke University Press. Antes de ingressar no corpo docente da Universidade de Princeton em 2001, Biehl realizou pós-doutorado na Universidade de Harvard. Ele obteve seu doutorado em antropologia pela Universidade da Califórnia em Berkeley (1999) e seu doutorado em religião pelo Graduate Theological Union (1996). Realizou mestrado em Filosofia e graduação em Teologia e Jornalismo em instituições acadêmicas no Brasil.

 

Pedro Meira Monteiro é doutor em Teoria e História Literária pela Unicamp e professor de literatura brasileira na Universidade de Princeton, onde dirige o Departamento de Espanhol e Português e é membro do Programa de Estudos Latino-americanos. Seus cursos tratam de temas como ficção e memória, sonoridade e literatura, história do pensamento social, deslocamento e identidade. Participa de diversos conselhos editoriais e atualmente é co-editor da Luso-Brazilian Review, editor internacional associado da Machado de Assis em Linha e co-diretor da série Peixe-elétrico Ensaios, da e-galáxia. É autor e organizador, entre outros livros, de Um moralista nos trópicos: o visconde de Cairu e o duque de La Rochefoucauld (Boitempo, 2004), Sérgio Buarque de Holanda e Mário de Andrade: correspondência (Edusp/Companhia das Letras, 2012), A primeira aula: trânsitos da literatura brasileira no estrangeiro (Itaú Cultural, 2014, também publicado em inglês e em espanhol), Signo e desterro: Sérgio Buarque de Holanda e o Brasil (Hucitec, 2015), Conta-gotas: máximas & reflexões (e-galáxia, 2016), e é coorganizador da edição crítica de Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda (Companhia das Letras, 2016). É tradutor e organizador de A memória rota: ensaios de cultura e política, de Arcadio Díaz-Quiñones (Companhia das Letras, 2016) e A máquina Pinochet e outros ensaios, de Diamela Eltit (egaláxia, 2017). Com João Biehl, Lilia Schwarcz e Antonio Sérgio Guimarães, dirigiu, entre 2012 e 2017, a rede de pesquisa USP-Princeton “Race and Citizenship in the Americas”. Para além da produção acadêmica, mantém um blog com textos e ensaios publicados em jornais e revistas (http://meiramonteiro.com).

Andréa de Castro Melloni ensina língua portuguesa na Universidade de Princeton, onde é responsável por cursos básicos e intermediários voltados para falantes de espanhol e estudantes de pós-graduação. Com Nicola Cooney, ensinou e coordenou o Summer Study Abroad de Princeton em Lisboa, em 2017. Entre 2010 e 2014 foi professora e coordenadora dos cursos de língua portuguesa da Universidade Estadual de New Jersey, Rutgers, em New Brunswick. Formada em enfermagem em 1995 pela Unicamp, começou a dedicar-se ao ensino de língua portuguesa em 2006 e completou pós-graduação em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa pela Universidade Gama Filho, em 2012. É membro da American Portuguese Studies Association e da American Organization of Teachers of Portuguese. Seus interesses de pesquisa são ensino de português para refugiados, educação e psicanálise, arte de rua, política de saúde/AIDS. Em Princeton, coordena a experiência de leitura de ficção entre estudantes do nível intermediário, e é responsável por palestras com escritores e convidados.