DSC_8835

UFSB se reúne com a SEMA/INEMA para fortalecer a parceria e traçar estratégias de desenvolvimento de projetos voltados para a proteção do meio ambiente

22 de março de 2017   //   Por:   //   Notícia

Semana passada, a Vice-Reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia, Profª. Joana Angélica Guimarães, acompanhada de servidores da universidade, esteve reunida com o Secretário de Meio Ambiente do Estado, Profº. José Geraldo dos Reis Santos, e sua equipe de gestão, no seu gabinete em Salvador, com o intuito de fortalecer a parceria da UFSB com a SEMA/INEMA e traçar as estratégias de desenvolvimento de projetos conjuntos voltados para a proteção do meio ambiente.

Além do próprio secretário, participaram desta reunião a Diretora do INEMA, Márcia Cristina Telles de Araújo Lima, o Superintendente de Estudos e Pesquisas Ambientais, Luiz Antonio Ferraro, o Superintendente de Políticas e Planejamento Ambiental, Aderbal de Castro Meira Filho, o Diretor e a Coordenadora de Biodiversidade  (DIBIO), respectivamente, Valdemilton Vieira dos Santos e Mara Angélica dos Santos. Como representantes da UFSB, além da Vice-reitora, estavam presentes os docentes Marcos Bernardes e Jorge Costa, ambos lotados no Campus Sosígenes Costa de Porto Seguro, e a Coordenadora de Sustentabilidade, Valerie Nicollier.

Apresentaram-se brevemente os projetos de pesquisa em andamento na UFSB, sendo destacada a existência de projetos nas três bacias hidrográficas da região de abrangência da universidade, cujos comitês contam a participação de representantes da mesma, sendo respectivamente a Bacia do Leste, Bacia do Frade, Buranhém e Santo Antônio e Bacia do PIJ. Nesse contexto, foi enfatizada a necessidade de fortalecimento da atuação dos comitês de bacia, a importância da sua articulação com a universidade e a urgência dos planos de bacia, sendo citada a necessidade de um trabalho integrado, no que se refere ao Projeto de Revitalização da Bacia do Rio Cachoeira. As dificuldades em sincronizar as etapas dos diferentes planos e projetos deverão ser superadas, em função das ações estruturantes desenvolvidos pela SEMA, sendo a principal a realização do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais CEFIR (Cadastro Ambiental Rural – CAR da Bahia) em 100% dos municípios pertencentes à Bacia Hidrográfica do Rio Cachoeira, além dos esforços de restauração florestal em áreas de assentamentos rurais desta bacia.  

A importância da parceria entre a academia e a gestão pública foi ressaltada, considerando os avanços na área da restauração florestal, sendo destaque a elaboração do Manual de Restauração que será lançado em breve. Apesar de que a cadeia da restauração precise ainda de maior estruturação na Bahia, avanços significativos foram possíveis com a implantação de Centros de Referência de Restauração Florestal, sendo que a cooperação entre a UFSB e a SEMA deverá resultar na implantação de novos centros de referência em Porto Seguro e em Ilhéus, ambas em parceria com a CEPLAC e o Jardim Botânico. Os esforços conjuntos nesse âmbito deverão contribuir para o aperfeiçoamento das listas das plantas ameaçadas de extinção e a ampliação e qualificação da rede de viveiros na região Sul da Bahia.

Ressaltou-se a importância da sintonia entre as pesquisas da academia e as demandas dos gestores, visando a qualificação da atuação pública, assim como a necessidade de promover a extensão universitária, uma vez que a sociedade precisa de informação e capacitação na área ambiental. A integração entre a universidade e a SEMA-INEMA deverá garantir o aprofundamento do debate público sobre o meio ambiente e uma maior participação da sociedade na tomada de decisão nessa área. O compromisso de parceria foi reforçado com o agendamento de várias oficinas de trabalho e seminários temáticos para o desenvolvimento efetivo dos trabalhos conjuntos.