jorro de água escorrendo de uma cachoeira e sendo desviado por um ramo com flor

UFSB presente em três comitês de bacias hidrográficas

22 de agosto de 2016   //   Por:   //   Notícias

A Universidade Federal do Sul da Bahia faz parte das novas formações de três comitês de bacias hidrográficas desde o início de agosto deste ano. Com isso, a instituição participa pela primeira vez desses colegiados na categoria de instituição de Ensino e Pesquisa, dentro do segmento de Sociedade Civil.


Os comitês são instâncias colegiadas responsáveis pela gestão participativa das águas, nestes casos junto ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), ligado ao governo do Estado da Bahia. Dentre as atribuições de um comitê de bacia hidrográfica estão a discussão dos estados dos mananciais e os problemas socioambientais que os afetam, a definição das prioridades dos investimentos públicos e a solução, como primeira instância, dos problemas e conflitos de interesse dos usos dos recursos hídricos da bacia. Os comitês também atuam na proposição de critérios para outorga de uso das águas e no estabelecimento de mecanismos de cobrança pelo uso da água.

No Comitê da Bacia do Leste, cujos principais rios são o Cachoeira, Almada, Colônia, Santana, Una e Rio Doce, a coordenadora de Sustentabilidade da Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (Prosis), Valerie Nicollier, representa a UFSB, que foi a instituição eleita como titular das instituições de ensino e pesquisa no colegiado. A posse ocorreu no dia 4 de agosto. A próxima reunião deve ocorrer no dia 20 de setembro, já com a nova diretoria. A expectativa é de liberação do diagnóstico da Bacia do Leste e de ações para a preparação dos integrantes do comitê.

O professor Marcos Bernardes, docente do Campus Sosígenes Costa, é o representante da universidade no Comitê da Bacia dos Rios dos Frades, Buranhém e Santo Antônio (FRABS). A diretoria eleita foi empossada no dia 9 de agosto, e a UFSB ocupa uma cadeira de suplente das instituições de ensino e pesquisa. A próxima reunião ocorre no dia 30 de agosto, e a pauta ainda não foi oficializada.

No Comitê da Bacia do Rio Peruípe, Itanhém e Jucuruçu (PIJ), a UFSB foi eleita como suplente das instituições de ensino e pesquisa. O representante é o professor João Batista Lopes da Silva, docente no Campus Paulo Freire, em Teixeira de Freitas, e a próxima reunião está agendada para o dia 13 de setembro.

Os professores Marcos Bernardes e João Batista atuam em pesquisas relacionadas às respectivas bacias hidrográficas.