Estudantes em pé conversam e olham para os estandes preparados pela UFSb para recebê-los, no prédio da reitoria em Itabuna

Abertura da Semana de Acolhimento apresentou a instituição aos ingressantes

31 de maio de 2016   //   Por:   //   Notícias

Ingressantes e familiares conheceram o ambiente da UFSB, na abertura da Semana de Acolhimento.Até a próxima sexta-feira (3), a programação nos três campi vai envolver momentos de exposição da estrutura e do funcionamento da instituição e espaços para interação dos novos alunos com servidores e estudantes veteranos.

Em Itabuna, o saguão da Reitoria ficou cheio a partir das 18h. Quem chegava ia logo visitando um dos pontos de atração preparados para receber os calouros. No mesmo ambiente, as artesãs do Bazar das Comadres expunham peças muito variadas e as alunas dos cursos de Enfermagem e Nutrição da FTC realizavam os exames para medição da pressão arterial e da glicemia. Na entrada, ladeavam a porta a exposição de quadros em colagem de Antônio Carlos Moura, à esquerda, e um estande com informações sobre assistência estudantil, à direita.

A noite abriu com a apresentação musical, a cargo de Ize e Walker, com interpretações de canções famosas e composições próprias. A intervenção artística “A Noite da minha Morte”, realizada por Giulia Caroline, destacou a necessidade de combater a violência contra a mulher.

Em um palco com piso de madeira clara e com parede de fundo também clara, o professor Antonio cardoso apresenta uma projeção com o mapa de abrangência da UFSB e a expectativa de alunos e cursos em 2020

O professor Antônio Cardoso expôs a visão de futuro da UFSB para os próximos anos

 

Em seguida, os estudantes ouviram a exposição do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências do Campus Jorge Amado, a cargo dos professores Antônio Cardoso e Janaína Lousada. A professora Ângela Ignatti falou em seguida sobre a inspiração teórica e a composição do percurso da Formação Geral na UFSB. No mesmo momento, os alunos conheceram a estrutura administrativa do IHAC CJA, por conta do coordenador Emerson Belém.

 

 

O professor Daniel Piotto apresenta uma projeção de uma fotografia de cena da mata atlântica, com pouca floresta e muita área de pasto, demonstrando a degradação da mata

Piotto falou da relevância socioeconômica da conservação da Mata Atlântica remanescente em sua parte da Aula Inaugural

A Aula Inaugural teve três ministrantes, em uma conexão entre conhecimento do ambiente e oportunidades de desenvolvimento. O professor Daniel Piotto apresentou dados da degradação da Mata Atlântica nas últimas décadas e relacionou a diversidade florestal a tópicos de qualidade da vida na região, como a melhora do ciclo hídrico, consórcios de culturas agroflorestais e novos produtos e serviços derivados do uso consciente dos recursos naturais, que podem resultar em melhoria dos índices socioeconômicos. A ligação de ambiente e negócios ficou por conta do professor Rogério Quintella. Ele apontou as possibilidades que um parque científico e tecnológico permite, a importância de agregar conhecimento às cadeias produtivas locais e a visão de futuro do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia. O professor Jomar Jardim apresentou aos calouros o que é a cabruca, e o quão rica essa formação florestal é em termos de diversidade genética.

 

Agenda

Campus Jorge Amado – Itabuna

Semana-de-Acolhimento---Calendario-Itabuna-Novo

 

Campus Paulo Freire – Teixeira de Freitas

Semana-de-Acolhimento---Calendario-Teixeira01     Semana-de-Acolhimento---Calendario-Teixeira02

 

Campus Sosígenes Costa – Porto Seguro

Semana-de-Acolhimento---Calendario-Porto01   Semana-de-Acolhimento---Calendario-Porto02